É hora de decidir. Eleitor maior de 60 anos terá prioridade para votar das 7h às 10h

Eleitores iguaçuenses chegando para votar em 2018 - Foto: Marcos Labanca/Arquivo
Siga a gente no

Assistente da Central de Atendimento ao Eleitor em Foz, Nerli Vieira tira dúvidas sobre como será o dia da eleição. Assista à entrevista.

Neste domingo, 15, o iguaçuense escolherá quem serão os seus representantes públicos, elegendo prefeito e 15 vereadores. Estão habilitados a ir às urnas 183 mil eleitores. Devido às normas de prevenção sanitária, os procedimentos foram modificados para garantir a segurança do votante e a soberania do voto.

Assistente da Central de Atendimento ao Eleitor em Foz, Nerli Vieira apresenta as principais orientações sobre como será o dia da votação e passa dicas ao eleitor. Ele foi entrevistada no programa Marco Zero, uma produção conjunta do H2FOZ e da Rádio Clube FM de Foz do Iguaçu.

Assista à entrevista:

De acordo com a servidora da Justiça Eleitoral, o processo de votação no domingo envolverá cerca de três mil pessoas em Foz e Santa Terezinha de Itaipu, cidades vinculadas ao mesmo cartório. Serão quatro mesários por seção, transmissores, secretários de escola, auxiliares de acessibilidade e agentes das forças de segurança.

Uma das principais mudanças desse pleito é quanto ao horário eleitoral, que iniciará mais cedo. Das 7h às 10h, a votação será prioritária para pessoas com mais de 60 anos. É uma adequação importante para assegurar a segurança desse grupo populacional. Para isso, os mesários chegarão às 6h às suas seções.

“Das 7 às 10 horas será o horário preferencial para maiores de 60 anos”, frisa Nerli. “Se a pessoa fora desse grupo de eleitores precisar votar nesse horário, ela terá que ficar e aguardar na fila, pois a prioridade será para quem tem mais de 60 anos”, relata. O voto é obrigatório a pessoas entre 18 e 69 anos.

Ela lembra que neste ano não será usada a biometria, o que tornará a votação ainda mais rápida. “Teremos apenas dois votos, um para prefeito e outro a vereador, e não deverá haver congestionamento na urna”, enfatiza Nerli. “E não tem biometria, não sobrecarregando a urna. A votação vai ser mais rápida.”

A assistente da Justiça Eleitoral reforça que o eleitor não deve permanecer nos locais de votação. “Orientamos que ele vote e vá para a sua casa”, enfatiza. Ela também lembra que as pessoas não devem deixar para votar no último momento. A partir das 17h, só receberá senha para exercer seu direito quem já estiver nas filas para votar.

No domingo, antes das 19h, a cidade já deverá conhecer quem foram os eleitos para conduzir as decisões municipais pelos próximos quatro anos no Executivo e no Legislativo. A mídia com o resultado de cada urna será transmitida para a totalização do local da votação, com boletim (com QR) impresso, consultado e assinado pelo presidente da seção e representantes de partidos.

Orientações ao eleitor

Antes da eleição:

– o eleitor pode baixar no celular o aplicativo e-Título, que oferece uma série de facilidades e agiliza o processo de votação; e

– o eleitor deve conferir o seu local de votação na página do TRE-PR ou no aplicativo e-Título. A Justiça Eleitoral recomenda que o eleitor faça “print” da tela com o endereço do local de votação para se prevenir caso o sistema fique instável no dia da eleição.

No dia da votação:

– usar máscara de proteção obrigatoriamente e durante todo o tempo;

– levar caneta própria;

– manter o distanciamento entre as pessoas;

– levar documento oficial com foto: título de eleitor, passaporte, identidade (RG), Carteira de Trabalho (CTPS) ou de Habilitação (CNH). Quem votar com o e-Título e que já tenha feito biometria (nesse caso, aparece a foto no e-Título) não precisará de documento com foto; e

– higienizar as mãos com álcool em gel antes e depois de votar.

Observação: será permitida “cola” com o número dos candidatos em quem a pessoa vai votar, que não deve ser compartilhada ou divulgada. Só terá acesso ao local de votação quem estiver com a documentação ou e-Título.

Justificar

Quem apresentou febre ou foi diagnosticado com covid-19 nos 14 dias anteriores à data da eleição não deve comparecer ao local de votação. Nesse caso, a ausência poderá ser justificada até 60 dias após o dia da eleição. Será possível justificar a ausência pelo aplicativo e-Título e pelo site www.justifica.tse.jus.br.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->