DER explica troca do asfalto na Ponte da Integração Brasil–Paraguai

Segundo o órgão, substituição por um pavimento capaz de resistir a temperaturas mais altas não terá custos adicionais.

Apoie! Siga-nos no Google News

Causou estranheza, aos moradores de Foz do Iguaçu e Presidente Franco, a divulgação de vídeos e fotos nas redes sociais, mostrando que o asfalto da Ponte da Integração Brasil–Paraguai, que ainda não foi inaugurada, estava sendo substituído pelas equipes do consórcio responsável pela construção.

Leia também:
Ponte da Integração e Perimetral Leste: veja o andamento das obras em abril
Ponte da Integração ganha sistema de inspeção e monitoramento
Avenida na rota da Ponte da Integração será ampliada no Paraguai

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), responsável pela fiscalização, a troca do pavimento foi decidida por questões técnicas e não representará custos adicionais. O objetivo é garantir a durabilidade, com maior resistência ao calor da região fronteiriça e ao peso dos caminhões.

“Informamos que, após análise dos efeitos da variação de temperatura, foi decidido substituir o cimento asfáltico de petróleo (CAP) antigo por um mais resistente ao calor, que também responde melhor ao tráfego de veículos pesados. O CAP 30/45 resiste a temperaturas de até 52°C”, detalha o órgão, em nota à imprensa.

“Os serviços estão sendo realizados nos 760 metros de tabuleiro da estrutura, e devem ser concluídos na semana que vem [a semana atual], sem custos adicionais”, complementa o texto divulgado pela assessoria de comunicação.

A nova previsão para a liberação da passagem dos primeiros veículos (inicialmente, caminhões vazios) é o mês de julho, conforme estimativas da Receita Federal do Brasil (RFB) e de órgãos como a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A liberação será gradual, acompanhando o progresso na construção das vias de acesso e das futuras aduanas.

Ponte da Integração vista do alto, em 12 de janeiro de 2023. Imagem: Supervisão de Obras/Consórcio Ponte
Ponte da Integração vista do alto, em 12 de janeiro de 2023. Imagem: Supervisão de Obras/Consórcio Ponte
LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.