Simepar confirma: primavera foi mais quente e chuvosa em 2023

Estação termina na madrugada desta sexta-feira (22); Foz do Iguaçu registrou a temperatura mais alta do ano.

Apoie! Siga-nos no Google News

O Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) disponibilizou, em sua página na internet, boletim referente à primavera 2023. A estação, que começou em setembro, terminará oficialmente na madrugada desta sexta-feira (22).

Leia também:
Nível dos rios Iguaçu e Paraná volta ao normal após cheia

Veja imagens da cheia histórica nas Cataratas do Iguaçu (vídeo)

Os dados indicam que o “trimestre da primavera meteorológica – setembro, outubro e novembro de 2023 – foi marcado por grandes variações atmosféricas, com recordes de temperatura e chuva nas diversas regiões do Paraná”.

Segundo o Simepar, “os acumulados de chuva superaram os 900 milímetros em diversos municípios durante a estação, principalmente no Sudoeste e Centro-Sul paranaense. Em Palmas, por exemplo, choveu 1.246mm neste período, média de 415mm por mês”.

Ainda conforme o relatório, “a média histórica de chuva foi superada em quase todo o estado. Os maiores volumes foram registrados na ‘metade’ sul, superando os 600mm de anomalia positiva em municípios do Sudoeste Paranaense”.

Foz do Iguaçu e região estiveram entre as áreas de maior incidência de chuva durante a estação. Gráfico: Simepar
Foz do Iguaçu e região estiveram entre as áreas de maior incidência de chuva durante a estação. Gráfico: Simepar

De acordo com o Simepar, “houve registro de recordes de acumulado de chuva em todos os meses do trimestre, principalmente em outubro e novembro”.

Em Foz do Iguaçu, o volume contabilizado pelo órgão de meteorologia foi de 208,4mm de chuva em setembro, 366,8mm em outubro e 338,2mm em novembro. As cifras de outubro e novembro foram as mais altas medidas na cidade nas últimas duas décadas.

Calor

Já quanto ao calor, o Paraná apresentou, em média, registros 1,5°C acima do esperado para o período. Setembro foi o mês mais quente, com recordes de calor em municípios como Foz do Iguaçu, que cravou 39,3°C, temperatura oficial mais alta do ano.

Em Foz do Iguaçu, registros foram quase 3°C acima da média para o período. Gráfico: Simepar
Em Foz do Iguaçu e região, registros foram quase 3°C acima da média para o período. Gráfico: Simepar

“A atuação de massas de ar excepcionalmente quentes sobre o Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil, bem como a atuação de bloqueios atmosféricos, foram os principais responsáveis pelas altas temperaturas e ondas de calor”, detalha o Simepar.

Para o verão, que começará oficialmente à 0h27 desta sexta-feira, a previsão é de forte influência do fenômeno El Niño, com possibilidade de “chuvas volumosas e persistentes, ventanias e ondas de calor” para todo o estado do Paraná.

LEIA TAMBÉM