Após fuga, mulheres com fuzil em carro com bebê de 6 meses são presas na fronteira

Eram seis pessoas em dois veículos, na BR-277, em Santa Terezinha de Itaipu; famílias atuam em conjunto e têm várias passagens, cita a polícia.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um fuzil na cidade vizinha de Santa Terezinha de Itaipu, na madrugada deste sábado, 10. A equipe conseguiu impedir a fuga da abordagem na BR-277.

LEIA TAMBÉM:
Operação mira logística do contrabando na região da Ponte da Amizade
Veja a cronologia do roubo milionário aos cambistas no Paraguai
Homem é preso ao furtar fio de antena de telefonia na Vila A em Foz do Iguaçu

Relata a polícia que seis pessoas estavam em dois carros, tentando transportar um fuzil 5.56. Duas mulheres foram presas, as quais estavam com um bebê de 6 meses no carro em fuga.

Os agentes avistaram um veículo Renault Sandero em alta velocidade, dando ordem de parada. “O motorista do veículo demorou a parar, mas obedeceu”, relatou a instituição.



No carro, estavam três homens que ficaram nervosos e olhando para a estrada, como se esperassem algo. Em seguida, um Ford Fiesta vermelho que transitava por uma estrada de terra fez uma manobra perigosa de retorno, apagando os faróis ao visualizar a viatura da PRF.

Os policiais rodoviários federais, então, perseguiram o carro, que tentava evadir-se rapidamente. Uma mochila foi lançada para fora do veículo, a qual foi recolhida em um matagal, contendo o fuzil e dois carregadores.

No acompanhamento, a PRF perdeu de vista as fugitivas, devido à alta velocidade e à baixa visibilidade. E seguiu com buscas na região entre Santa Terezinha de Itaipu e Medianeira.

Buscas pela rodovia

“Quatro horas depois, os policiais avistaram o Ford Fiesta em São Miguel do Iguaçu”, relatou a corporação. O início da abordagem foi às 21h40, e o veículo foi parado depois das duas horas da madrugada.

Na vistoria, os policiais localizaram duas mulheres e um bebê de 6 meses, filho de uma delas. A motorista e a passageira eram parceiras de dois dos homens que estavam no outro carro, o Sandero, ainda não encontrado.

“As famílias atuavam em conjunto e possuíam passagens por roubo, receptação e tráfico de drogas”, reportou a Polícia Rodoviária Federal. A criança foi levada ao Conselho Tutelar, e as mulheres foram presas por:

  • porte de arma de fogo de uso restrito;
  • desobediência; e
  • associação criminosa.
LEIA TAMBÉM