Vazão das Cataratas está 16 vezes acima do normal nesta segunda (30)

Volume já é o segundo maior da série histórica, iniciada em 1997; recorde é de julho de 2014, com fluxo 31 vezes superior.

Apoie! Siga-nos no Google News

A segunda-feira (30) começou com muita água nas Cataratas do Iguaçu, como resultado das chuvas do fim de semana nas regiões Oeste e Sudoeste do Paraná. Às 8h, o monitoramento feito pela Companhia Paranaense de Energia (Copel) indicava vazão de 24.100 metros cúbicos por segundo (m³/s), 16 vezes acima do normal.

Leia também:
Semana tem previsão de novas chuvas em Foz do Iguaçu – veja o boletim

Vídeo mostra enchente arrastando passarela das Cataratas na Argentina
– Foz do Iguaçu vive sábado de caos, com chuva e inundação
– Temporal na fronteira transforma ruas do Paraguai em rios urbanos
– Lado argentino das Cataratas está fechado devido à chuva

A título de comparação, o volume considerado padrão do Rio Iguaçu na fronteira é de 1.500m³/s. Na sexta-feira (27), no mesmo horário, ainda antes da chuvarada, a vazão era de 5.570m³/s, com tendência de redução após quase 20 dias acima dos 6.000m³/s.

A nova cheia teve início às 21h de sexta, com o rio subindo para 7.570m³/s às 8h de sábado (28) e marcando 13.800m³/s no mesmo horário de domingo (29). Nesta segunda, a vazão era de 22.600m³/s à meia-noite, aumentando para 24.100m³/s às 8h e começando a apresentar, nas últimas duas horas, tendência de redução no ritmo de elevação.

Vazão de água nas Cataratas do Iguaçu. Gráfico: Copel
Vazão de água nas Cataratas do Iguaçu. Gráfico: Copel

A maior vazão já medida nas Cataratas do Iguaçu foi em julho de 2014, com 46.300m³/s, equivalente a 31 vezes o volume padrão. A atual série histórica teve início em 1997, mas dados anteriores, de 1983, citam fluxo estimado de 35.000m³/s durante a cheia registrada na época. Já a menor vazão data de abril de 1979, com apenas 100m³/s.

Visitas turísticas

No Parque Nacional do Iguaçu, lado brasileiro, em Foz do Iguaçu, apenas a passarela que dá acesso ao mirante da Garganta do Diabo está temporariamente interditada, com os demais pontos da trilha permanecendo abertos para apreciar o fenômeno.

Único trecho interditado no lado brasileiro é a passarela de acesso à Garganta do Diabo. Imagem: Edison Emerson/Foto Equipe Cataratas

Já no lado argentino, em Puerto Iguazú, o Parque Nacional Iguazú está totalmente fechado desde o final da manhã de sábado (28). A reabertura da unidade argentina ocorrerá somente quando o Rio Iguaçu retornar a patamares seguros, havendo ainda a necessidade de inspeção da estrutura das passarelas, mais expostas aos efeitos das cheias.

Os ingressos para visitar o lado brasileiro podem ser adquiridos na internet, com reserva de dia e horário, no endereço oficial www.cataratasdoiguacu.com.br. O parque abre diariamente, com último turno para entrada às 16h.

Panorama aéreo das Cataratas do Iguaçu. Imagem: Reprodução/Helisul
Cheia nas Cataratas do Iguaçu vista do helicóptero. Imagem: Reprodução/Helisul
LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.