Profissionais do Hospital Municipal decidem se fazem greve em assembleia nesta terça

Municipal é o hospital de referência para pacientes em tratamento - Foto: Marcos Labanca/Arquivo

Mais notas do blog: 1,2 mil vidas perdidas em dois anos; Covid-19: pandemia ou epidemia; encarando o IPTU; moradia legal.

Afirmando que a categoria está “cansada de tantas injustiças”, o Sindicato da Saúde promove assembleia com os profissionais do Hospital Municipal, nesta terça-feira, 15, às 19h, no pátio da instituição. A categoria irá debater uma pauta de reivindicações e definir sobre eventual greve. Conforme a entidade, direitos vêm sendo retirados, e o hospital instituiu o banco de horas, o que, segundo o sindicato, é proibido pela convenção coletiva.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

1,2 mil vidas perdidas em dois anos

Em dois anos de pandemia, a serem completados nesta sexta-feira, 18, data do primeiro caso de covid-19 na cidade, 1.246 iguaçuenses perderam a vida para a doença. São 73.861 ocorrências no total, significando que um a cada 3,4 moradores foi infectado. Além do sofrimento humano, há perdas sociais e econômicas, como o aumento da população em situação de pobreza. O município não recuperou os empregos derretidos no auge da crise, em 2020.

Covid-19: pandemia ou epidemia

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pediu à presidência do Senado Federal, em reunião nesta terça-feira, 15, para rebaixar a covid-19 à situação de endemia. O assunto será levado a discussão entre líderes, mas foi registrada a preocupação com a nova onda do vírus, na China, nos últimos dias.

Encarando o IPTU

A primeira parcela ou a cota única do IPTU 2022 vence nesta quarta-feira, 16. O pagamento é à vista, com 10% de desconto, ou parcelado. O imposto foi reajustado em 10,95% neste ano. A dor no bolso é maior porque também houve aumento exponencial da taxa de coleta de lixo. Guias de pagamento do IPTU estão em https://www5.pmfi.pr.gov.br/.

Moradia legal

O Moradia Legal, programa do Tribunal de Justiça do Paraná que contribui em processos de regularização fundiária nas cidades, será pauta da Assembleia Geral Ordinária da AMOP na quinta-feira, 17. O desembargador Abraham Lincoln Calixto fará uma exposição do projeto. Em Foz do Iguaçu, moradores da ocupação do Bubas seguem esperando que o poder público municipal e estadual use o Moradia Legal para resolver o problema da comunidade.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Blog da Redação

Blog da Redação é de responsabilidade dos jornalistas do Portal H2FOZ. Veja mais mais conteúdo do autor.