Turismo internacional

A atividade turística de nosso município corresponde a toda a nossa base econômica e social. Foto: Marcos Labanca / arquivo

Prof. José Afonso de OliveiraOPINIÃO

Estamos vivendo uma outra realidade após a pandemia, no momento em que reorganizamos todas as atividades econômicas e sociais. Não podemos retroceder a momentos anteriores, até porque isso é impossível.

Nesse sentido estamos começando a construir uma nova realidade, baseados em tudo aquilo que temos. Como a atividade turística de nosso município corresponde a toda a nossa base econômica e social, é sobre ela que vamos tentar elaborar uma série de propostas.

Como temos na cidade um aeroporto internacional, devidamente privatizado e tecnicamente construído para recebermos todos os tipos de voos, tanto domésticos quanto internacionais, é sobre esse fato que temos agora de elaborar o planejamento de nossa atividade turística.

As companhias de aviação nacionais e internacionais vão operar em nosso aeroporto trazendo turistas, tanto do Brasil como dos vários e diferentes países do mundo.

Assim a nossa rede hoteleira terá que buscar atrair turistas em seus países de origem, vendendo pacotes para o ano todo, não mais para determinados momentos em que pese que eles vão e devem continuar existindo.

Nesse sentido também precisaremos inovar ofertando restaurantes temáticos com culinária internacional especializada, tanto quanto bares especializados para atendimento desse novo público que vai conviver conosco o ano inteiro.

Há necessidade premente de constituirmos uma central de atendimentos aos turistas, independentemente de qualquer agência ou outra situação, para podermos prestar o melhor serviço quando da chegada à cidade. Referente posto de atendimento pode ser organizado pela iniciativa privada, contando com o apoio da Prefeitura de Foz do Iguaçu.

Incrementar e desenvolver um centro de artesanato nacional com lojas especializadas e feiras temáticas com a finalidade de prestarmos um bom serviço aos nossos visitantes.

Pensarmos também em ampliarmos os nossos atrativos, ou criarmos outros, podendo utilizar o Parque Nacional do Iguaçu e a área da Itaipu Binacional. Tudo isso pode ser feito presencialmente e também de forma virtual com visitas a distância, de sorte a podemos oferecer sempre um serviço de alta qualidade.

* José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu.
________________________________

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do H2FOZ.

Quer divulgar a sua opinião. Envie o seu artigo para o e-mail [email protected]

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Professor Afonso

José Afonso de Oliveira é professor e sociólogo em Foz do Iguaçu. E-mail: [email protected] Veja mais conteúdo do autor.

Professor Afonso tem 0 posts e contando. Ver todos os posts de Professor Afonso

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.