Testagem para covid-19 no Hospital Municipal de Foz será mais rápida, com ajuda de Itaipu

O Hospital Municipal Padre Germano Lauck, de Foz do Iguaçu, retomou a testagem local para o diagnóstico da covid-19 com uma importante novidade. Por meio de convênio com a Itaipu Binacional, agora o resultado dos testes, que vinha sendo feito em Curitiba e demorava até três dias, poderá sair em 24 horas, dependendo do horário da coleta.

A Itaipu financiou a aquisição de um equipamento de alta tecnologia, denominado extrator e purificador de ácido nucleico automatizado, que substitui parte do processo que anteriormente era realizado de forma manual. Nessa terça-feira (23), a equipe do Laboratório de Biologia Molecular do Hospital Municipal passou por um treinamento, após o processo de instalação e validação da máquina. O equipamento entrou em operação nesta quarta-feira (24).

A Itaipu Binacional já havia firmado um convênio destinado à modernização tecnológica do hospital. A parceria foi readequada em função do caráter emergencial imposto pela pandemia de covid-19.

“SALVAR VIDAS”

Equipe do hospital passou por treinamento para utilizar o aparelho. Foto Divulgação

“A Itaipu sabe que investir em saúde é salvar vidas. Alinhados com o governo federal no enfrentamento do novo coronavírus, não temos medido esforços para cuidar da saúde da nossa gente”, disse o diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, general Joaquim Silva e Luna.

No total, a Itaipu investiu quase R$ 80 milhões em diversas ações para combater a covid-19 e minimizar seus efeitos, tornando-se a principal parceira dos municípios da região.

O novo equipamento, com custo de R$ 293 mil, diminui o tempo de extração e a interferência humana, e, ao mesmo tempo, aumenta a sensibilidade do exame. Para efeito de comparação, no processo manual feito anteriormente, o laboratório demorava 1h30 para 30 extrações. Já com esse equipamento, será permitido fazer 96 extrações simultâneas em apenas 30 minutos.

As amostras do exame RT-PCR, considerado padrão ouro para a testagem de covid-19, estavam sendo enviadas para o Laboratório Central de Estado (Lacen), em Curitiba. O tempo de espera durava até três dias ou mais, dependendo da demanda do Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP).

Os kits de extração e detecção, próprios para o novo sistema automatizado, foram fornecidos pelo Ministério da Saúde.

Segundo o gerente e responsável técnico do laboratório, Rafael dos Santos da Silva, “o equipamento é muito preciso, sensível, evita contaminação cruzada e diminui o fator humano, dando maior segurança e aumentando capacidade analítica”.

“Queremos agradecer à equipe da Itaipu Binacional que, por meio do convênio firmado, está possibilitando a concretização desse projeto de renovação tecnológica da Fundação Municipal de Saúde de Foz do Iguaçu, que incluiu a aquisição desse equipamento. E, também, ao governo municipal, que, junto ao Ministério da Saúde, foi responsável por adquirir os insumos para realização dos exames da covid-19”, afirmou.

VACINAÇÃO

Para a secretária de Saúde, Rosa Jeronymo, a testagem vai garantir um panorama mais real da situação epidemiológica. A secretária também aproveitou para reforçar os pedidos de manter os cuidados para evitar a disseminação da covid-19, com o uso de máscaras, distanciamento social e higienização das mãos.

Ela ainda anunciou que a partir desta quinta-feira (25) acontecerá a vacinação para pessoas com 72 e 71 anos de idade. O agendamento on-line começa nesta tarde, pelo link bit.ly/vacinacovidFoz.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.