Vacina da Pfizer chega ao país: 3º imunizante contra a covid-19 disponível pelo SUS

O primeiro lote soma um milhão de doses, produzidas em laboratório na Bélgica.

O Ministério da Saúde deverá iniciar nesta sexta-feira, 30, a distribuição de doses da vacina da Pfizer que acabaram de chegar ao país. O primeiro lote soma um milhão do imunizante, a ser utilizado por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

O medicamento chegou ao Brasil na noite dessa quinta-feira, 29. Nesta fase, serão destinadas 500 mil doses para a primeira aplicação. Devido à necessidade de armazenamento em baixíssimas temperaturas, entre -25°C e -15°C, a vacina será enviada para capitais do país.

O imunizante da Pfizer é o terceiro empregado no combate à covid-19 pelo sistema de saúde brasileiro. As outras duas vacinas são as desenvolvidas pelo Instituto Butantan e Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com farmacêuticas internacionais.

A medicamento da Pfizer chega ao Brasil envolto em uma grande polêmica. Executivos que representam o imunizante afirmam que o Ministério da Saúde recusou a compra de 70 milhões de vacinas em agosto do ano passado. A gestão federal defende-se dizendo que as cláusulas contratuais apresentadas eram abusivas.

O lote com um milhão de doses da vacina Pfizer/BioNTech foi produzido na fábrica da Pfizer na Bélgica. Ao todo, o país deverá receber cem milhões de doses até o final do terceiro trimestre de 2021.

A vacina possui registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso definitivo. “O imunizante pode ser aplicado em pessoas a partir de 16 anos de idade, em duas doses, com intervalo de 21 dias entre elas”, afirmou o Ministério da Saúde. Esse público ainda não está sendo vacinado no Brasil.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.