Mesmo com ingresso livre, parque argentino não atinge cota de mil visitas. Foto El Independiente Iguazú

Cataratas da Argentina receberam em 4 dias bem menos do que o lado brasileiro em um dia só

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

Nos quatro dias do feriado prolongado da Argentina, de sábado (5) até terça-feira, 8, o Parque Nacional Iguazú recebeu apenas 1.182 visitantes, informa o portal El Independiente Iguazú.

O próprio portal comparou: mesmo sem ser feriado no lado brasileiro, o Parque Nacional do Iguaçu atendeu, nesses mesmos quatro dias, 7.193 visitantes, número até maior do que em idêntico período do ano passado. A média diária, de 1.798 visitantes, supera o total atendido pelas Cataratas do lado argentino.

O parque argentino tinha liberado o acesso de mil visitantes por dia, durante o feriadão. Mas foram só 186 no sábado, 393 no domingo, 423 na segunda e 180 na terça-feira. E isso que, para visitar as Cataratas, não é preciso pagar ingresso, apenas

Segundo El Independiente, a Administração de Parques Nacionais, que responde também pelo de Iguazú, demorou para publicar a autorização para a entrada de turistas nacionais, e com isso poucos vieram a Puerto Iguazú: houve 11 visitantes de outras províncias no sábado, 8 no domingo, 130 na segunda e 40 na terça-feira. Em todos os dias, o maior número foi mesmo o de visitantes de Misiones.

Foram eles que garantiram a ocupação do hotel Panoramic Grand, por exemplo. O hotel teve 100% de ocupação dos 30% de acomodações permitidas para receber hóspedes.

O 02 Hotel, também ouvido pelo El Independiente Iguazú, que está totalmente habilitado, garantiu 80% de ocupação. No domingo, por exemplo, havia 40 leitos com 95% de hóspedes de Posadas e o restante de Buenos Aires e Corrientes.

Restaurantes vazios

Já o setor gastronômico não teve sorte. Um empresário que tem dois restaurantes em Puerto Iguazú disse que eles atenderam 63 clientes durante os quatro dias, quando no mesmo feriadão do ano passado o número chegou a 815. Isto é, o movimento deste ano correspondeu a menos de 8% do que foi em 2019.

“Isto demonstra que este setor (gastronômico), além do turismo, é ‘Brasil-dependente’, já que muitos dos clientes vêm do outro lado”, concluiu El Independiente.

Manifestações

Manifestação não permite a passagem de veículos na rodovia de acesso a Puerto Iguazú. Foto Norma Devechi/El Territorio

Não é por acaso que manifestantes de Puerto Iguazú fecharam na manhã desta quarta-feira, 9, o acesso rodoviário à cidade. O protesto, promovido por várias entidades, deve durar até o final do dia, informa o portal El Territorio, de Posadas.

O motivo da manifestação é o óbvio: eles querem a reabertura da Ponte Tancredo Neves, já negada com veemência pelo governador de Misiones, Oscar Herrera Ahuad (leia: Ponte Tancredo Neves não vai reabrir, diz governador da província de Misiones).

No entanto, mesmo com resultados que parecem pífios, os números do feriadão já animaram o setor turístico de Puerto Iguazú, que acredita num aumento progressivo do movimento nos próximos meses.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 908 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ