Governo federal libera à Unila R$ 3 milhões em recursos bloqueados

Valor para pagar contas até novembro, como assistência estudantil, bolsas e terceirizados, também foi liberado.

Apoie! Siga-nos no Google News

O Ministério da Educação (MEC) liberou à Universidade Federal da Integração Latino-Americana recursos orçamentários de R$ 3 milhões, que foram bloqueados no final de novembro. A suspensão dos valores atingiu universidades e institutos federais de todo o país.

LEIA TAMBÉM: Estudantes da Unila se mobilizam contra bloqueio de verba

A instituição de ensino sediada em Foz do Iguaçu informou que, além disso, o governo federal liberou o dinheiro para pagar “as contas relativas até o mês de novembro”. Incluem-se assistência estudantil, bolsas, aluguéis, serviços terceirizados e outros.

Não fosse revertido, o corte instituído no dia 28 do mês passado deixaria a Unila sem condições de honrar compromissos com 1.500 estudantes e 70 fornecedores. Os bloqueios durante o ano afetam recursos previstos nos orçamentos aprovados para as universidades.

Ao H2FOZ, a assessoria da Unila explicou que, para saldar todas as contas do ano, aguarda nova transferência. “Ainda teremos que receber mais um repasse para saldar as contas do mês de dezembro, que geralmente sai nos últimos dias do ano.”

Em nota interna, a reitoria relatou à comunidade acadêmica que os recursos desbloqueados não suficientes para “pagamento das bolsas atrasadas e dos contratos com fornecedores”. São procedimentos “que já estavam empenhados e liquidados”, completou.

Em carta aberta para a população, entidades que representam servidores e estudantes da Unila criticam os constantes bloqueios orçamentários (leia aqui). “O final melancólico destes 4 anos evidenciam uma vez mais a falta de compromisso com os direitos mais elementares da população, que podemos sentir também em nossa cidade”, pontuam.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.