De olho na tela: Ana Sátila disputa semifinal da canoagem em Tóquio

Ana Sátila em Tóquio, em imagem reproduzida no Twitter da Confederação Brasileira de Canoagem.

O fuso horário pode até não ajudar, mas moradores de Foz do Iguaçu têm motivo extra para acompanhar a madrugada olímpica na virada de segunda (26) para terça-feira (27). Ana Sátila, atleta que treina e vive na cidade, estará na semifinal da canoagem slalom K1 (caiaque) nos jogos de Tóquio 2020.

No total, 24 competidoras se enfrentam por dez vagas na decisão. A semifinal começa às 2h (horário de Brasília), com transmissão das descidas da brasileira pelos canais Globo, SporTV e BandSports. A decisão acontece na sequência, a partir das 4h15. Quem se levantar por volta das 5h poderá assistir ao vivo aos instantes finais.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

No classificatório, Ana Sátila ficou na sétima colocação geral, com tempo de 106.82 segundos. A líder foi a australiana Jessica Fox, que fechou a série com 98.46 e foi a única a finalizar com menos de 100. A previsão nas descidas de logo mais é de tempos ainda mais baixos, tendo em vista que muitas das competidoras preferiram não arriscar.

Além da chance de medalha no K1, Ana Sátila representa o Brasil na categoria C1 (canoa), cujas disputas começam na madrugada de quarta-feira (28), a partir da 0h50. Semifinal e final estão marcadas para quinta-feira (29).

Ana Sátila no programa Marco Zero, parceria entre H2FOZ e Rádio Clube.

Masculino

No masculino, outra atração da canoagem slalom para os moradores de Foz do Iguaçu é a participação de Pedro Gonçalves, o Pepê, na categoria K1. A primeira eliminatória está marcada para 1h50 de quarta-feira, com o atleta precisando ficar entre os 20 primeiros para chegar à semifinal, que será na sexta (30), a partir das 2h.

Pepê nas Cataratas do Iguaçu, em imagem publicada no Instagram do atleta.

Ana Sátila e Pedro Gonçalves integram o projeto surgido em parceria entre Confederação Brasileira de Canoagem e Itaipu Binacional, para aprimorar a prática do esporte no país. Os canoístas treinam em locais como o Canal de Itaipu e as Cataratas do Iguaçu, transformando Foz em um dos principais polos da canoagem slalom no continente.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ

Guilherme Wojciechowski é repórter colaborador do H2FOZ. E-mail: [email protected] - Veja mais mais conteúdo do autor.