Brasileiros podem regularizar situação migratória até sexta (30) em Ciudad del Este

Evento na sede do governo do Alto Paraná reúne, em um mesmo espaço, todas as instituições envolvidas.

Apoie! Siga-nos no Google News

Evento na sede do governo do Alto Paraná reúne, em um mesmo espaço, todas as instituições envolvidas.

Teve início ontem (26) e segue até sexta-feira (30), em Ciudad del Este, o mutirão promovido pela Direção Geral de Migrações (DGM) para a legalização de estrangeiros em situação irregular no Paraguai. O principal público-alvo da ação está composto por brasileiros, entre eles estudantes de Medicina.

A atividade, que tem atendimento diário das 8h às 16h (hora paraguaia), acontece na sede do governo regional do Alto Paraná, na Avenida General Bernardino Caballero, próximo ao estádio do 3 de Febrero.

Mapa de Ciudad del Este, com destaque para o local do evento

“Muitos estão em situação irregular, especialmente os estudantes brasileiros, que para estudar aqui precisam ter pelo menos a autorização de residência temporária, não podem permanecer no país só com visto de turista. Na região do Alto Paraná, são cerca de 15 mil alunos”, estimou Alexis Muñoz, coordenador do mutirão, citado pelo jornal La Clave.

A concentração de várias instituições no mesmo ambiente tem como vantagem a diminuição de tempo e de custos. Para participar, brasileiros e outros estrangeiros devem levar documentos do país de origem, como cédula de identidade (ou passaporte, dependendo da nacionalidade), certidão de nascimento e certificado de antecedentes.

As exigências variam conforme o tipo de solicitação, que pode ser para obtenção do carnê de residência temporária, residência permanente ou radicação em território paraguaio. Em 2021, mais de três mil pessoas tramitaram a regularização nas jornadas promovidas em Ciudad del Este, Salto del Guairá, Pedro Juan Caballero e Assunção.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.