Federal bate à porta de comércios contra venda de contrabando em Foz do Iguaçu

Duas pessoas foram presas em flagrante por venderem itens proibidos no país; azeite de oliva Valle Viejo e cigarros eletrônicos são produtos vedados pela Anvisa.

Apoie! Siga-nos no Google News

Operação conjunta, nesta semana, reuniu a Polícia Federal (PF) e a Receita Federal do Brasil (RFB) em fiscalização a comércios em Foz do Iguaçu. O objetivo foi combater a comercialização de produtos contrabandeados da Argentina e do Paraguai. Duas pessoas foram presas em flagrante.

LEIA TAMBÉM:
Operação na fronteira apreende carga com 700 smartphones em Foz do Iguaçu
PF faz uma das maiores apreensões de cigarro eletrônico do país em Foz do Iguaçu

A primeira intervenção “bateu” em um estacionamento na Vila Portes, na cabeceira da Ponte Internacional da Amizade, na fronteira com o Paraguai. Foram apreendidos mais de 130 litros de azeite de oliva argentino da marca Valle Viejo, que estavam expostos à venda.

Em abordagem posterior, centenas de unidades de cigarros eletrônicos foram confiscadas em uma tabacaria no bairro Lancaster. As mercadorias importadas foram trazidas irregularmente do outro lado da Ponte da Amizade, informou a PF.



Presos por violar norma sanitária

O azeite Valle Viejo e os cigarros eletrônicos possuem a importação e a comercialização proibidas em território nacional. A vedação é da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por não atenderem aos padrões de qualidade, no primeiro caso, e pelo risco à saúde, situação do vape.

“Por esse motivo, os responsáveis pelos estabelecimentos comerciais foram conduzidos à Delegacia de Polícia Federal para lavratura de auto de prisão em flagrante por contrabando”, reportou a Polícia Federal. As mercadorias foram levadas à alfândega para a adoção de medidas fiscais.

LEIA TAMBÉM