PF lança operação contra exploração sexual e tráfico de pessoas em Foz

Boates e casas noturnas na cidade foram vistoriadas pelas forças de segurança e fiscalização; novas abordagens podem ocorrer.

Apoie! Siga-nos no Google News

Policiais federais bateram às portas de boates e casas noturnas em Foz do Iguaçu, em operação de combate à exploração sexual e tráfico de pessoas. A ação foi desenvolvida na noite dessa quinta-feira, 8.

Os estabelecimentos foram fiscalizados quanto à documentação de funcionários. Agentes públicos também avaliaram indicativos de utilização de drogas e indícios de exploração sexual.

A operação reuniu Polícia Federal (PF), auditores-fiscais do Ministério do Trabalho e Previdência (MTP), que verificaram possíveis situações de trabalho escravo. O Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) deu apoio.

“Os policiais também buscaram por imigrantes irregulares que exerciam atividades laborais de maneira ilegal”, destaca a assessoria da PF. Isso porque a fronteira é local de trânsito de pessoas de diversas nacionalidades.

Não houve prisão. A Polícia Federal informa que poderão ser feitas novas operações de repressão aos crimes de exploração sexual e tráfico de pessoas, inclusive, abrangendo cidades da região.

É possível denunciar crimes de exploração sexual em Foz do Iguaçu de forma sigilosa e anônima. O canal possibilita ligações ou mensagens à unidade policial, sendo:

  • e-mail: cs.foz@pf.gov.br; e
  • disque-denúncia: (45) 99116-8691 (telefone/WhatsApp)
LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.