Preso em Foz do Iguaçu foragido de ação contra mineração ilegal na Bahia

Entre os principais alvos da Operação Gameleira, homem estava em apartamento próximo à Ponte da Amizade; quartzo era enviado à China.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Polícia Federal (PF) prendeu em Foz do Iguaçu um dos principais alvos da Operação Gameleira, que combate crimes de mineração ilegal na Bahia. A detenção foi nessa quinta-feira, 18.

LEIA TAMBÉM:
Carreta é confiscada na Ponte da Amizade com meio milhão em peças de veículos
PM prende estelionatário por ‘golpe do celular’ em Foz do Iguaçu

A ação coordenada entre agentes federais da Bahia e de Foz do Iguaçu possibilitou localizar o paradeiro do foragido. Ele estava em um apartamento próximo à Ponte Internacional da Amizade, na fronteira.

O acusado é de nacionalidade chinesa, naturalizado e possui 67 anos. E “já se encontra à disposição da Justiça”, informou a PF, citando que será cumprido mandado de prisão da 1.ª Vara de Campo Formoso (BA).

Mineração ilegal

A Polícia Federal deflagrou a Operação Gameleira nesta semana, a fim de desarticular grupo criminoso que atua na mineração ilegal em cidades baianas. Os crimes são de:

  • usurpação de bens da União;
  • porte ilegal de explosivos; e
  • associação criminosa armada.

A intervenção policial incluiu mandado de prisão internacional da Interpol. As atividades ilegais ocorriam em conjunto com garimpeiros locais e estrangeiros, divulgou a PF.

A apuração demonstrou que proprietários de uma fazenda em Jaguarari (BA), local com pontos de garimpo, organizavam e permitiam a extração de quartzo verde na propriedade rural por garimpeiros da região. Não havia autorização ou licença ambiental.

Os donos da área recebiam pagamento de valores. “Em seguida, o mineral era exportado para a China, através do Porto de Salvador, em contêineres”, pontuou a Polícia Federal.

LEIA TAMBÉM