PF bate recorde de movimentação migratória na Ponte da Amizade

Mês de janeiro ainda nem terminou e já superou os mais de 130 mil registros de entrada e saída de viajantes na fronteira.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Polícia Federal (PF) ultrapassou, nessa quinta-feira (25), a marca de 130 mil registros de entrada e saída de viajantes no posto de fiscalização migratória da Ponte Internacional da Amizade, fronteira com o Paraguai.

Leia também:
Brasil e Paraguai discutem melhorias no controle migratório

Tal volume é o maior da história para o mês de janeiro, impulsionado pelo aumento no fluxo de turistas paraguaios em direção aos destinos brasileiros e por estrangeiros das demais procedências, que solicitam os procedimentos de entrada ou saída do Brasil.

Segundo a PF, a aduana da Ponte da Amizade está na quarta posição em atendimentos migratórios em todo o Brasil. Foz do Iguaçu como um todo, por sua vez, está na terceira colocação geral, com 220 mil registros, e na primeira posição entre as fronteiras terrestres.



Para dinamizar o fluxo e evitar as filas reportadas na alta temporada de 2023, a corporação informa que adotou medidas como a disponibilização de equipes extras e a melhoria na sinalização informativa.

Outra providência foi a divulgação do sistema de pré-cadastro migratório, no qual o viajante insere seus dados em um formulário na internet, diminuindo a demora para verificação presencial na fronteira.

Conforme a PF, “o tempo médio de espera para o atendimento tem sido de 18 minutos aproximadamente, conforme monitoramento realizado em dias e horários variados (manhã, tarde, noite e madrugada)”.

Para ter acesso ao formulário de pré-cadastro migratório, no site da PF, clique aqui.

LEIA TAMBÉM