Shell reajusta gasolina e diesel nos postos de Puerto Iguazú

Última alteração tinha sido em 25 de novembro; no domingo (10), Javier Milei tomará posse como presidente da Argentina.

Apoie! Siga-nos no Google News

Desde a manhã desta sexta-feira (8), os preços da gasolina e do diesel estão até 19% mais caros nos postos de bandeira Shell na cidade fronteiriça de Puerto Iguazú. Em toda a Argentina, o reajuste médio aplicado pela petrolífera foi de 15%.

Leia também:
Postos do Paraguai reduzem preço do litro da gasolina

A última alteração de preços na fronteira, de 13%, foi no dia 25 de novembro. A mudança desta sexta é a derradeira do governo do peronista Alberto Fernández, que procurou tabelar os preços dos combustíveis para frear a inflação. No domingo (10), o opositor Javier Milei toma posse como presidente do país.

Tarifário dos postos Shell em Puerto Iguazú (8/12):
Nafta Súper: P$ 586 (+18,4%).
Nafta V-Power: P$ 638 (+14,9%).
Formula Diesel: P$ 619 (+19,2%).
Diesel V-Power: P$ 717 (+14,3%).



O valor em reais dependerá da cotação obtida pelo consumidor. No caso do câmbio de R$ 1 por P$ 180, o litro da gasolina V-Power, a P$ 638, custaria o equivalente a R$ 3,54. Até novembro, a gasolina V-Power era vendida a P$ 720 para estrangeiros, valor que deverá ultrapassar os P$ 850 com o novo tarifário.

Em Puerto Iguazú, devido ao contrabando e à constante escassez de combustíveis na província de Misiones, os postos de bandeira YPF têm optado por não abastecer veículos com placas de outros países. Ainda não há informação sobre se tal política será mantida com o novo governo.

LEIA TAMBÉM