Vídeo mostra onça patrulhando território no lado argentino

Imagens foram captadas por uma das câmeras de monitoramento instaladas no Parque Nacional Iguazú, em Puerto Iguazú.

Apoie! Siga-nos no Google News

Promotora de ações voltadas à conservação dos grandes felinos no lado argentino da fronteira, a organização não governamental Red Yaguareté divulgou, nesta semana, imagens captadas por uma das câmeras de monitoramento instaladas no Parque Nacional Iguazú, em Puerto Iguazú.

Veja também:
Filhotes de onça são filmados no Parque Nacional do Iguaçu – assista

No vídeo, é possível ver a onça-pintada Chake, um macho em fase adulta, patrulhando seu perímetro territorial para evitar a invasão de competidores. As filmagens mostram o felino andando pela mesma área durante o dia e a noite.

“Seus domínios devem ser resguardados de outros machos, que tentarão deslocá-lo, para um melhor acesso às fêmeas e ao alimento. Usualmente, um macho consegue manter o território durante três ou quatro anos, até que o mais forte se imponha. Então, o derrotado deverá buscar outro lugar para se assentar”, descreve a Red Yaguareté.



Censo feito em conjunto entre pesquisadores brasileiros e argentinos, divulgado no mês de junho, indica a existência de 93 onças na área compreendida entre o Parque Nacional do Iguaçu (Brasil), Parque Nacional Iguazú (Argentina) e demais áreas de preservação ambiental na província de Misiones, interligadas por um corredor.


Na publicação sobre o vídeo, a Red Yaguareté cita, especificamente, o macho Baigorria, que vive na Reserva Natural de Puerto Península, a poucos quilômetros do território de Chake, como um possível competidor em disputas futuras.

LEIA TAMBÉM