No Paraguai, mulher joga lixo em lote baldio. E jovens “devolvem” na casa dela

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

O jornal Última Hora traz uma história de “crime” e castigo que os iguaçuenses, cansados de ver lixo nas ruas, vão adorar. A história se passou em Concepción, cidade a 200 km de Assunção.

Um carroceiro passava por uma avenida quando viu uma mulher tirando sacos de lixo da carroceria de sua caminhonete e jogando-os em plena via, na frente de um terreno baldio.

O homem gravou a cena e comentou: “Olhem como joga o lixo, e depois culpam os carroceiros (deve estar se referindo aos catadores de reciclados). Que sem vergonha!”, disse, e “entregou” a placa do carro, uma Hilux.

Ele postou o vídeo na Internet e logo viralizou, segundo o jornalista Justiniano Riveros, do Última Hora.

Alguns jovens identificaram a mulher e se indignaram. Juntaram o lixo e foram até a casa dela, “devolvendo-o” à caminhonete.

Um dos jovens cita até uma lei da Física, enquanto lança o lixo no carro. “A segunda lei de Newton diz que a toda ação corresponde uma reação, na mesma intensidade, mas em direção contrária. Viemos devolver-lhe seu lixo, que jogou onde não deve ser jogado”.

A devolução do lixo foi gravada e é possível ver como é a fachada da casa da mulher.

Na captura de tela, o momento em que a mulher é flagrada jogando lixo e, na imagem seguinte, a “devolução” feita por jovens.

Esta, sim, é uma moda que deveria pegar em Foz. Quando alguém for flagrado jogando lixo onde não pode ou não deve, deve ser identificado para receber em casa o que tentou descartar em flagrante desrespeito às mais comezinhas normas de conduta de um cidadão.

 

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.