E não é que choveu? Veja os últimos erros e acertos dos “homens do tempo”

A ´piscina, símbolo do verão em Foz, precisa de água da chuva pra manter o nível. Ou de água da Sanepar, cara demais pra se pensar nisso.

Incrédulo leitor, descrente leitora! Por que duvidamos tanto dos meteorologistas, se às vezes eles acertam? Nem todos, claro.

Mas louvemos os homens do tempo do CPTEC/Inpe e do Climatempo, que previram chuva para esta sexta-feira, 16. E, também, os do AccuWeather, com previsão de tempestade em partes da região, porque não dá pra saber se a chuva fraca aqui não é um toró no bairro distante.

Um pouquinho menos de louvação aos do Inmet, que divulgaram alerta amarelo para temporais. Com a ressalva: ainda podem ocorrer, o prazo do Inmet era até o meio-dia.

E nota 0 (zero) pro pessoal do Simepar, que não costuma errar tão feio. Era pro tempo estar apenas nublado, pela previsão do serviço, que nesta manhã aparece com a novidade da chuva em seu site e até com o volume previsto de 1,6 milímetro (apenas “chuvica”, como dizia a Maju Coutinho, que em outras épocas anunciava as mudanças do tempo na Rede Globo.

Pra saber do assunto aqui tratado, confira a matéria publicada na quinta-feira, 15: Inmet divulga “alerta amarelo” para temporal, nesta sexta-feira, 16

Em frente.

Agora, veja que loucura. Na previsão feita na quinta, para esta sexta, o AccuWeather, como já lembramos, antevia “tempestade em partes da região”. Agora que chove continuamente, sabe o que diz no site? “Sol entre nuvens.” Em que mundo vivem esses meteorologistas?

O Climatempo, que previra acertadamente chuva, faz uma ressalva de doer. Veja o que diz: “Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto.”

Cadê o sol, Climatempo? Parece que ele está com uma dificuldade imensa pra aparecer no horizonte…

O CPTEC/Inpe mantém a coerência: “Variação de nuvens e pancadas de chuva localizadas que poderão ser fortes e vir acompanhadas de trovoadas a qualquer hora do dia”.

Por enquanto, há silêncio nas nuvens. Mas, como a previsão é pro dia todo, daremos um voto de confiança ao CPTEC/Inpe. Por ter acertado que choveria hoje e por ter mantido a previsão, corretamente.

FINAL DE SEMANA

Entre tantos erros e desacertos, fica até difícil trazer ao leitor o que dizem os serviços de meteorologia sobre o fim de semana em Foz. Mas, ok, façamos um esforço jornalístico e apresentemos o que cada um diz.

Simepar: tempo nublado no sábado, sol no domingo. Temperaturas mínimas de 17 e 18 graus, respectivamente, e de 31 graus nos dois dias.

AccuWeather: “Sol entre nuvens” (como hoje, segundo o pessoal de lá) no sábado e “ensolarado a parcialmente nublado no domingo. Temperaturas mínimas de 18 e 17 graus (exatamente o inverso da previsão do Simepar) e máximas de 29 e 30 graus.

Inmet: Sábado de manhã, “encoberto com chuva isolada”; tarde e noite, encoberto. Mínimas de 21 e 18 graus, máximas de 35 graus no sábado (ufa!) e de 31 no domingo.

Climatempo: no sábado, “Sol com algumas nuvens. Chove rápido durante o dia e à noite”. No domingo, “Sol com algumas nuvens. Não chove”. Mínimas de 20 e 19 graus, máximas de 28 e 30 graus.

CPTEC/Inpe: sábado com “variação de nebulosidade” e domingo tempo nublado. Mínimas de 18 e 17 graus, máximas de 29 e 31 graus.

CONCLUSÃO

Mais uma vez, ao invés de conclusão, fica apenas a dúvida. Não há unanimidade nas previsões. Três preveem tempo nublado pro sábado, dois veem chuva no ar, mas pouca. Na dúvida, saia de guarda-chuva.

No domingo, aí sim, há unanimidade: não chove de jeito nenhum. Nem com reza braba. Nem com a dancinha dos caciques e da tribo inteira. Pode jogar o guarda-chuva num canto, botar roupa de banho e cair na piscina, já que vai fazer um bom calor, de no mínimo 30 graus (dois dos cinco apostam nisso) ou 31 (para os outros três).

Pensando bem, tem conclusão, sim, embora óbvia: quando há unanimidade, dá pra acreditar que acertaram. Se errarem, não é culpa deles. É do tempo, que insiste em desacreditar os meteorologistas.

Parabéns a eles, pela força de vontade e pelos esforços de acertar. Aos governantes, um apelo: deem condições de trabalho condizentes ao pessoal do tempo.

Com instrumentação deficiente e um supercomputador da era mesozoica fica muito difícil prever com mais exatidão.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 1049 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ