Técnico que “ligou” Itaipu volta à usina para documentário

Início da operação comercial da hidrelétrica foi em maio de 1984; José Pereira do Nascimento foi o responsável por “apertar o botão”.

Apoie! Siga-nos no Google News

O técnico aposentado José Pereira do Nascimento viveu, na última quarta-feira (7), um dia de celebridade na usina de Itaipu. Nascimento percorreu a área industrial para relembrar um episódio ocorrido quase 40 anos atrás, em 5 de maio de 1984.

Leia também:
Naturalista sepultado no Parque Nacional do Iguaçu é homenageado em Foz

Na ocasião, o técnico foi o responsável para acionar a Unidade Geradora n.º 1, para o início da operação comercial da hidrelétrica. Desde então, cerca de três bilhões de megawatts já foram entregues aos sistemas de Brasil e Paraguai.

Quase 40 anos depois, Nascimento relembra o momento. Foto: Romeu de Bruns/Itaipu Binacional
Quase 40 anos depois, Nascimento relembra o momento. Foto: Romeu de Bruns/Itaipu Binacional

Nascimento, que ainda reside em Foz do Iguaçu, está participando de um documentário coordenado pela Divisão de Imagem Institucional de Itaipu para comemorar os 50 anos da empresa binacional, criada em 17 de maio de 1974.



“Já vim à Itaipu outras vezes, mas retornar para dar esse relato é especial e emocionante”, disse o técnico, citado pela assessoria da usina. “Para mim, foi ainda mais emocionante o primeiro giro da máquina, que ocorreu quatro meses antes. Mas, a empresa comemora mesmo o comissionamento, a entrada em operação.”

Nascimento e membros da atual equipe técnica da Itaipu. Imagem: Reprodução/VideoUp
Nascimento e membros da atual equipe técnica da Itaipu. Imagem: Reprodução/VideoUp

Segundo o atual gerente do Departamento de Operação do Sistema, Paulo Zanelli Junior, a experiência de técnicos oriundos de Furnas, como Nascimento, foi fundamental para um empreendimento como Itaipu, que tinha características e tecnologias totalmente inovadoras.

“Num ambiente binacional, com trabalhadores brasileiros e paraguaios, e com pouca oferta de mão de obra qualificada, esses técnicos deram conta de formar equipes altamente capacitadas, com uma cultura operacional de excelência que chega até os dias de hoje”, afirmou.

A previsão de lançamento do documentário, que vai abordar também aspectos da atualidade e do futuro da usina, é para o mês de maio. A produção é da VideoUp.

LEIA TAMBÉM