Foz do Iguaçu sediará reuniões do G20 em 2024

Brasil ocupa a presidência rotativa do bloco, que congrega as maiores economias do mundo; encontros acontecerão em setembro.

Apoie! Siga-nos no Google News

Foz do Iguaçu será uma das 13 cidades contempladas com reuniões do Grupo dos 20 (G20), durante a presidência brasileira do bloco, que irá até novembro de 2024. A Terra das Cataratas receberá, no mês de setembro, um encontro de caráter técnico e outro de nível ministerial.

Leia também:
Foz do Iguaçu é o 2.º destino na tendência de turismo interno para 2024

De acordo com o calendário divulgado pelo G20, que inclui 93 reuniões técnicas, 26 videoconferências, 10 encontros de vice-ministros e 23 reuniões ministeriais antes da cúpula – marcada para a segunda quinzena de novembro no Rio de Janeiro –, Foz do Iguaçu sediará os seguintes encontros:

De 23 a 25 de setembro:
Reunião da Parceria Global para a Inclusão Financeira (GPFI), de nível técnico, sob coordenação do Ministério da Fazenda.



27 de setembro:
Reunião do Grupo de Trabalho sobre Transições Energéticas, de nível ministerial, sob coordenação do Ministério de Minas e Energia.

As outras cidades que receberão eventos do G20 durante a presidência brasileira são Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Maceió, Fortaleza, Teresina, São Luís, Belém e Manaus. Foz do Iguaçu é a única não capital incluída na lista, o que reforça a importância da escolha.

O local exato das reuniões na Terra das Cataratas ainda não foi divulgado, havendo possibilidade de que a agenda sobre transições energéticas ocorra na usina de Itaipu, participante assídua dos fóruns internacionais sobre o assunto.

O calendário de atividades do G20 abrange temas essenciais para o desenvolvimento global, como redução do risco de desastres, estratégias contra a corrupção, ações para promover a igualdade de gênero, tendências econômicas mundiais, avanços tecnológicos e digitais, promoção da saúde global e iniciativas para combater a fome e a pobreza.

Para conferir o calendário completo, na página do G20, clique aqui.

LEIA TAMBÉM