Hospital universitário da Unila é viável no governo de Lula

Zeca Dirceu, que destinou emenda de R$ 200 mil para a compra de móveis para a moradia estudantil da Unila, destaca a importância de investir em estrutura para a implantação do Hospital Universitário vinculado à universidade.

Apoie! Siga-nos no Google News

O deputado Zeca Dirceu (PT) reiterou nesta quinta-feira, 24, que os próximos quatro anos vão recompor os investimentos na educação pública superior. No governo Lula, o orçamento chegou a R$ 12 bilhões e para o ano que vem, a previsão é de R$ 5,4 bilhões. “O ensino público não vai ficar mais quatro anos sem investimentos”, disse ao citar a importância da infraestrutura para Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana), criada pelo no governo Lula (PT) em 2010 e que hoje é referência na América Latina.

“As universidades públicas estão severamente afetadas, sem a garantia do mínimo de financiamento público para o funcionamento adequado. Elas são responsáveis por 95% de todo conhecimento científico nas diferentes áreas do conhecimento, com a redução nos repasses a população é diretamente prejudicada”, completa.  

A previsão para 2023 é que o orçamento destinado pelo atual ao ensino superior seja o menor já aplicado em oito anos. “Isso deve mudar e já foi sinalizado pelo grupo de transição do governo do presidente Lula a urgência da recomposição dos orçamentos para as universidades e institutos federais”.

Zeca Dirceu, que destinou emenda de R$ 200 mil para a compra de móveis para a moradia estudantil da Unila, destaca a importância de investir em estrutura para a implantação do Hospital Universitário vinculado à universidade. “É uma decisão da Unila, mas se for neste sentido terá que ter apoio do governo federal e nós vamos trabalhar para viabilizá-lo”, disse.

Autonomia

Foz do Iguaçu conta apenas com o Hospital Municipal Padre Germano Lauck para atender toda demanda de saúde pública da cidade, de mais oito cidades da 9ª Regional de Saúde e parte dos moradores de Ciudad del Este e região. “É inviável para Foz do Iguaçu aportar tanto recurso e dar conta de atender toda essa população”.

“Sabemos que a implantação do hospital universitário para atender o curso de medicina da Unila é algo que demanda tempo e muito recurso, mas se tratando da necessidade e da sinalização do governo federal, o governo do presidente Lula, que é comprometido com as necessidades da população, isso é perfeitamente viável”, completou.

O deputado afirma que outra questão que está na pauta do governo do novo governo é a garantia do respeito à autonomia das universidades públicas e o aumento dos investimentos em políticas de permanência estudantil. “As universidades têm que ter autonomia para escolher seus dirigentes e na aplicação dos recursos do seu orçamento”.

O professor de geografia James Humberto Zomighani Júnior, que assistiu a entrevista, agradeceu a atuação do deputado na área da educação e pelo respeito e valorização à Unila. “A Unila é um patrimônio de Foz do Iguaçu e do Brasil. O deputado sempre atua, de forma coerente e firme, em defesa de sua consolidação, agora assumindo um compromisso público nessa direção, bem como pela sua incondicional defesa da educação brasileira em geral”.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.