Gasto com diárias de agentes públicos aumenta 57% em Foz do Iguaçu

Erário arcou com mais de R$ 500 mil para cobrir despesas de hospedagem e alimentação; prefeitura diz ser reflexo da pós-pandemia. Confira o detalhamento.

Apoie! Siga-nos no Google News

O pagamento de diárias de agentes públicos durante viagens oficiais a outras cidades, estados e países custou ao erário de Foz do Iguaçu R$ 505.948,00 em 2023. O valor representa aumento de 57% em relação a 2022 e de 165% na comparação com 2021.

Esse recurso cobre despesas com hospedagem e alimentação de servidores de órgãos da administração, diretores, secretários e prefeito. Questionada sobre o crescimento dos gastos, a prefeitura declarou ser resultado da retomada das viagens pós-pandemia.

Os números foram levantados pelo H2FOZ por meio de uma interface de dados abertos utilizada pela administração municipal. Essa ferramenta reúne informações da gestão, conforme exigência da Lei de Acesso à Informação vigente no país.

Considerando a série histórica iniciada em 2010, um período de 14 anos, apenas em 2018 (R$ 697 mil) e 2019 (R$ 594 mil) os gastos foram maiores do que o contabilizado em 2023. No ano passado, 155 servidores realizaram 349 viagens, totalizando 976 diárias recebidas dos cofres públicos. 

O valor das diárias varia de R$ 125 – meia diária, quando não há necessidade de hospedagem – a R$ 2 mil, no caso de viagens internacionais realizadas pelo prefeito Chico Brasileiro (PSD). Essas quantias não incluem passagens aéreas ou terrestres, nem combustível, quando os deslocamentos são em veículos oficiais.

Os dados revelam a participação de servidores em reuniões, encontros e eventos realizados em 46 cidades de 15 estados brasileiros. Além disso, os registros mostram procedimentos relacionados a conselheiros tutelares, envolvendo medidas protetivas e outros encaminhamentos.

Já as viagens a outros países somam R$ 162 mil, quase um terço do montante total das diárias. O detalhamento revela que estão relacionadas principalmente a ações de divulgação turística de Foz do Iguaçu em feiras internacionais, em países como Colômbia, Itália, Portugal, Irlanda, Inglaterra, Espanha, Israel, Uruguai, Argentina, Alemanha e França.

Em 2023, a administração municipal iguaçuense autorizou e custeou três viagens para a China, empreendidas nos meses de maio, setembro e dezembro. Todas elas foram realizadas por pessoal da Diretoria de Assuntos Internacionais.

Aumento de diárias é reflexo do pós-pandemia: resposta da prefeitura

O H2FOZ indagou à prefeitura sobre o aumento no número de diárias e viagens. A gestão municipal, por meio de nota, afirmou ser reflexo do período pós-pandemia de covid-19. “É relevante ressaltar que no ano de 2020 enfrentamos os desafios da pandemia global, resultando no cancelamento de todos os compromissos externos devido à gravidade da situação”, reportou a assessoria.

Em 2021, continua a explicação, “o cenário continuava sob os impactos da pandemia, com algumas retomadas de atividades”. Em 2022, houve o retorno gradual de eventos e participações da cidade em iniciativas turísticas, econômicas e sociais, argumentou.

“Já em 2023, a consolidação desses eventos permitiu a retomada das agendas necessárias para impulsionar o desenvolvimento de nossa cidade”, citou a prefeitura na nota.

Sobre as despesas de viagens do prefeito Chico Brasileiro, a administração expôs que “não houve ônus para o município”. Conforme a assessoria, “todas as despesas foram integralmente custeadas pelo governo chinês, evidenciando uma colaboração internacional que permitiu ao prefeito representar nossa cidade sem impactos financeiros locais”.

Em relação às três viagens de pessoas da Diretoria de Assuntos Internacionais à China, a municipalidade disse que elas “foram resultado de convites estendidos pelo governo chinês, com o propósito de discutir assuntos relacionados ao desenvolvimento de nossa cidade”, narrou. “Essa colaboração internacional reflete o interesse mútuo em fortalecer laços e buscar soluções conjuntas para impulsionar o crescimento econômico de nossa cidade”, consta na nota da prefeitura à reportagem.

Confira o painel desenvolvido pelo H2FOZ com base nos dados públicos da prefeitura:

(Para uma melhor visualização, clique aqui)

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.