Paraná lança campanha para reforçar prevenção à dengue

A doença é evitável, e a responsabilidade de todos é manter ambientes limpos para evitar que o Aedes aegypti se reproduza.

Apoie! Siga-nos no Google News

Coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), a campanha “Olha a dengue aí!” reforça a importância da prevenção da doença. A intenção do governo do Paraná é ampliar a conscientização em torno dos cuidados para evitar que o Aedes aegypti, vetor do vírus, reproduza-se.

Leia também:
Veja os casos de dengue em Foz do Iguaçu por local de residência
Paraguai prevê pico da dengue ainda no mês de fevereiro

Assista ao vídeo da campanha:


A campanha chega à população por diferentes meios, como portais de internet, redes sociais, tevês e jornais. Ela reforça a mensagem para que o morador mantenha limpos quintais e áreas ou recipientes que possam acumular água.

O acúmulo de água é o “ambiente ideal para a procriação do mosquito”, frisa a Agência Estadual de Notícias (AEN). Indicadores apontam que 75% dos criadouros estão nos imóveis das pessoas, o que reforça o engajamento de toda a sociedade no enfrentamento à doença.

“O momento da epidemia de dengue no Paraná é crítico”, assevera o secretário de estado da Saúde, Beto Preto. “Quero conclamar todos nesse momento nessa luta contra o mosquito. Precisamos redobrar nossos cuidados pessoais, nas nossas casas, quintais, praças públicas”, frisa.

A projeção é simples: sem proliferação do mosquito, sem dengue. A doença, evitável, além do adoecimento e risco à vida do paciente, pressiona o serviço público de saúde, sobrecarrega os profissionais e causa afastamentos do trabalho e do estudo.

No atual ano epidemiológico, aberto em agosto, o Paraná registra oito óbitos e 29.075 casos confirmados de dengue. Em Foz do Iguaçu, conforme a prefeitura, são 291 incidências da doença e 6.453 notificações até o momento.

LEIA TAMBÉM
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.