Itaipu confirma nova edição de gincana com R$ 300 mil em prêmios

Atividade de engajamento contra a dengue será desenvolvida em 2024, com inscrições abertas para as escolas de Foz do Iguaçu.

Apoie! Siga-nos no Google News

A diretoria brasileira de Itaipu confirmou, nessa terça-feira (19), a segunda edição da Gincana Escola Amiga da Saúde – Todos Contra a Dengue, que será desenvolvida ao longo do ano de 2024.

Leia também:
Foz do Iguaçu irá testar novo método contra a dengue

O anúncio foi feito durante a premiação das dez escolas vencedoras de 2023, que receberam R$ 300 mil em dinheiro, para aplicação em melhorias como a compra de livros didáticos e de equipamentos como televisores.

Os dois prêmios principais, de R$ 50 mil cada, foram para as escolas municipais Professor Benedicto João Cordeiro (Jardim Tarobá) e Antônio Gonçalves Dias (Campos do Iguaçu).

Já a Escola Municipal Padre Luigi Salvucci (Vila C Nova) levou R$ 40 mil pela terceira colocação. Em quarto e quinto lugares, com R$ 30 mil de prêmio cada, ficaram as escolas Eloi Lohmann (Jardim Congonhas) e Írio Manganelli (Morumbi I).

Do sexto ao décimo lugar, com premiação de R$ 20 mil cada, foram contempladas as escolas municipais Olavo Bilac (Gleba Guarani), Professora Elenice Milhorança (Jardim América), Acácio Pedroso (Profilurb I), Osvaldo Cruz (Loteamento João Paulo II) e Emílio de Menezes (Morumbi II).

“Essa iniciativa é muito importante”, disse a assessora de Responsabilidade Social de Itaipu, Fiorinda Pezzatto. “É por isso que vamos aplicar novamente recursos de R$ 300 mil nessa frente. Precisamos unir a saúde e a educação nessa empreitada.”

Outra novidade anunciada é que o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) vai oferecer bolsas de educação para trabalhos de saúde pública em Foz, além de outras áreas no Paraná e em parte de Mato Grosso do Sul, para onde a missão de Itaipu foi ampliada.

A gincana em Foz do Iguaçu foi desenvolvida em parceria com a Prefeitura Municipal, Grupo de Trabalho (GT) Itaipu Saúde, Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC) e Centro de Controle de Zoonoses, entre outras instituições.

As atividades começaram em maio e foram encerradas em novembro, com a mobilização de mais de 36 mil pessoas, em diferentes bairros da Terra das Cataratas. Das 50 escolas públicas de ensino fundamental em Foz, 24 participaram da iniciativa.

LEIA TAMBÉM