Unila fará supervisão do Mais Médicos no Oeste do Paraná

Instituição fará o acompanhamento do programa em 35 municípios nas regionais com sede em Foz do Iguaçu e Cascavel.

Apoie! Siga-nos no Google News

Localizada em Foz do Iguaçu, a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) foi selecionada pelo Ministério da Educação para a supervisão acadêmica do programa Mais Médicos, do governo federal.

Leia também:
Mais Médicos: Justiça nega inscrição de brasileiro formado no Paraguai

Com a escolha, a instituição será responsável pelo acompanhamento e pela formação dos médicos participantes do programa na 9.ª Regional de Saúde, com sede em Foz do Iguaçu, e na 10.ª Regional, sediada na cidade de Cascavel. Juntas, as duas subdivisões abrangem 35 municípios do Oeste do Paraná (exceto a região de Toledo).

Lista de municípios onde a Unila estará presente na supervisão acadêmica. Arte: Assessoria/Unila
Lista de municípios onde a Unila estará presente na supervisão acadêmica. Arte: Assessoria/Unila

“É um marco importante no ano em que se comemoram os dez anos do curso de Medicina da Unila, cuja implantação também fez parte da primeira etapa do Mais Médicos. Ao entrar na supervisão desse programa, a Unila abraça sua missão de se expandir e de atuar em prol da região onde está inserida”, avaliou o pró-reitor de Graduação, Antonio Machado Felisberto Junior, citado pela assessoria.

Além da supervisão, a Unila oferecerá atividades de pesquisa, ensino e extensão aos médicos e apoiará na avaliação dos profissionais.

Também atuarão na supervisão acadêmica do programa o Ministério da Educação, os gestores municipais e representantes do Distrito Sanitário Especial Indígena. A rede será ativada por meio de encontros presenciais ou remotos.

O principal objetivo do Mais Médicos, segundo o governo federal, é resolver questões emergenciais do atendimento básico ao cidadão, como a menor disponibilidade de profissionais na rede pública fora das capitais e polos regionais.

LEIA TAMBÉM