Vacina contra a dengue já está à venda na Argentina

Imunizante Qdenga, desenvolvido no Japão, é o mesmo já aprovado no Brasil; doses estão disponíveis na rede particular.

Apoie! Siga-nos no Google News

Já está disponível, nos laboratórios e clínicas particulares do lado argentino da fronteira, a vacina contra a dengue desenvolvida pela farmacêutica japonesa Takeda, que protege contra todas as variantes em circulação no continente.

Leia também:
Foz do Iguaçu irá testar novo método contra a dengue

De acordo com o portal La Voz de Cataratas, de Puerto Iguazú, o preço sugerido é de P$ 40.890. Ao câmbio de P$ 180 por R$ 1, praticado na região de fronteira, tal valor equivale a R$ 227 por aplicação. No Brasil, o preço na rede particular costuma ser superior a R$ 350.

Ministrado em duas doses, o imunizante – aprovado pelo órgão sanitário argentino em abril deste ano – é indicado para a população entre 4 e 60 anos, com intervalo de três meses entre as injeções.



Na América do Sul, o primeiro órgão a autorizar o uso foi a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Brasil, no mês de março. A vacina também já conta com a liberação de países da Ásia e da União Europeia.

Transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é um problema de saúde pública nos três países da região, sendo responsável por sobrecarga nos serviços médicos no período crítico que engloba o verão e parte do outono.

No Brasil, a Anvisa abriu, neste mês de dezembro, consulta pública para a inclusão da Qdenga no Sistema Único de Saúde (SUS). A eficácia geral da vacina, medida em testes, é de até 90% contra hospitalizações em decorrência da dengue.

LEIA TAMBÉM