Bombeiros encontram corpo de turista que desapareceu nas Cataratas

Desaparecimento da mulher, ainda não identificada, foi reportado por visitantes que estavam no Parque Nacional do Iguaçu.

Apoie! Siga-nos no Google News

Equipes do Corpo de Bombeiros de Foz do Iguaçu encontraram, na tarde dessa terça-feira (26), o corpo de uma mulher que desapareceu enquanto visitava o lado brasileiro das Cataratas do Iguaçu.

Leia também:
Prevenção do suicídio: ‘esperançar’ outra pessoa com ação e simpatia

Conforme as primeiras informações, a localização ocorreu nas águas do Rio Iguaçu, cerca de três quilômetros abaixo do ponto do parque liberado para visitação pública.

O corpo da turista, que teria entre 40 e 50 anos, ainda não foi identificado de forma oficial, tendo sido encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) em Foz do Iguaçu para os procedimentos exigidos por lei.

Atualização – 28/12: a vítima foi identificada como Rosa K., de 62 anos, moradora de Foz do Iguaçu. Segundo o serviço de Obituário mantido pela prefeitura, o sepultamento está marcado para esta quinta-feira (28), no cemitério do Jardim São Paulo.

Em nota, a concessionária Urbia Cataratas, responsável pelos serviços turísticos no Parque Nacional do Iguaçu, informa que “a equipe técnica da unidade de conservação está investigando o ocorrido, junto com órgãos competentes”.

A concessionária cita relatos de que a visitante “tenha atentado contra a própria vida” e menciona que “não há ainda informações sobre a pessoa ou se estava acompanhada no momento da sua passagem pelo parque”.

As trilhas panorâmicas nas Cataratas do Iguaçu, no Brasil e na Argentina, são protegidas por estruturas como cercas, grades e parapeitos, motivo pelo qual a hipótese de queda acidental é remota.

Valorização à vida

O Brasil conta com um serviço gratuito para apoio emocional e orientação em situações de dificuldades. Formado por voluntários, o Centro de Valorização à Vida (CVV) atende 24 horas por dia, com sigilo e anonimato, na internet e pelo telefone 188.

LEIA TAMBÉM