Foz do Iguaçu terá 3% de vacinas a mais, por ser fronteira

A Secretaria de Estado da Saúde decidiu aumentar em 3% as doses de vacinas anti-covid encaminhadas a Foz do Iguaçu.

Este aumento é para atender as necessidades do município, por ser região de fronteira. As vacinas serão destinadas à faixa etária de 59 e 58 anos.

DOSES PRA POPULAÇÃO EM GERAL

Segundo a Agência Estadual de Notícias, o Governo do Estado separou 137.353 doses (mais 10% da reserva técnica) para imunização da população em geral.

A aplicação será de forma sucessiva e decrescente, começando nos 59 e 58 anos, segundo o protocolo estabelecido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

As doses serão encaminhadas ainda nesta semana para as 22 Regionais de Saúde do Paraná.

NOVAS SUBDIVISÕES

Além disso, o Estado vai começar a vacinar também novas subdivisões dentro do grupo prioritário estabelecido pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).

Os municípios vão receber vacinas para atender comunidades ribeirinhas (10.000), trabalhadores do sistema prisional (4.109), população privada de liberdade (61.465) e trabalhadores da assistência social (10.000).

A nova estratificação foi definida em consenso com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems-PR).

Os imunizantes que permitirão ampliar as faixas de proteção da população são da Covishield, desenvolvido em parceria pela Fiocruz/AstraZeneca/Oxford.

Foram separadas 137.353 doses para imunizar a população em geral. Foto Geraldo Bubniak/AEN

CHEGADA DE VACINAS

A remessa com 360.250 doses chegou ao Paraná na manhã de quarta-feira (2) e servirá também para dar continuidade ao processo de vacinação de pessoas com comorbidades e deficiência permanente grave; forças de segurança e salvamento; e trabalhadores da educação do ensino básico.

Nesta quinta-feira, 3, chegam a Curitiba 37.440 vacinas da Comirnaty, da parceria Pfizer/BioNtech, totalizando 397.690 doses.

Elas serão usadas em pessoas com comorbidades e deficiência permanente grave, além de trabalhadores do transporte aéreo.

“Conversamos com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná, órgão que envolve os 399 municípios, e decidimos juntos liberar a vacinação para ocorrer além dos grupos prioritários, se estendendo para as faixas etárias de 59 e 58 anos, e assim por diante”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

OUTROS PROFISSIONAIS

A Secretaria da Saúde orienta ainda que os municípios que completaram a vacinação de trabalhadores de saúde que estão mais voltados para o atendimento dos casos de Covid-19, ampliem a imunização para outros profissionais de saúde.

É o caso de assistentes sociais, biólogos, biomédicos, profissionais de educação física, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos veterinários, nutricionistas, odontólogos, psicólogos e terapeutas ocupacionais.

Nesses casos, é necessária a comprovação pelo registro profissional em seu respectivo conselho de classe.

A mesma regra vale para os trabalhadores com atividades na coleta de resíduos de serviços de saúde, entregadores de oxigênio que fazem troca de válvulas e cilindros em serviços de saúde e trabalhadores das empresas responsáveis pela esterilização de material hospitalar.

Informações: AEN

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.