Pedágio no Paraguai ficará mais caro a partir desta segunda (1.º)

Ministério de Obras Públicas e Comunicações autorizou mudanças em duas das praças da rodovia entre Ciudad del Este e Assunção.

Apoie! Siga-nos no Google News

O Ministério de Obras Públicas e Comunicações (MOPC) do Paraguai autorizou a aplicação de reajustes e a recategorização de veículos em duas das quatro praças de pedágio da Rodovia PY02, que liga Ciudad del Este a Assunção.

Leia também:
Pedágio nas rodovias de acesso à fronteira é reajustado na Argentina

A partir desta segunda-feira (1.º), as praças administradas pela concessionária Rutas del Este, em Ypacaraí e Nueva Londres, estarão com novo tarifário, descrito abaixo:

Pedágio de Nueva Londres (a 206 quilômetros da Ponte da Amizade):
Categoria 1 (veículos leves): G$ 15.000.
Categoria 2 (veículos leves com reboque): G$ 26.000.
Categoria 3 (caminhões com dois eixos e ônibus): G$ 26.000.
Categoria 4 (caminhões com três eixos): G$ 44.000.
Categoria 5 (caminhões com quatro eixos): G$ 54.000.
Categoria 6 (caminhões com cinco eixos): G$ 58.000.
Categoria 7 (caminhões com seis eixos ou mais): G$ 58.000.



Pedágio de Ypacaraí (a 294 quilômetros da Ponte da Amizade):
Categoria 1 (veículos leves): G$ 15.000.
Categoria 2 (veículos leves com reboque): G$ 26.000.
Categoria 3 (caminhões com dois eixos e ônibus): G$ 26.000.
Categoria 4 (caminhões com três eixos): G$ 44.000.
Categoria 5 (caminhões com quatro eixos): G$ 54.000.
Categoria 6 (caminhões com cinco eixos): G$ 58.000.
Categoria 7 (caminhões com seis eixos ou mais): G$ 58.000.

Anteriormente, o custo no pedágio em Nueva Londres, para veículos da Categoria 1, era de G$ 10.000. A concessão da Rutas del Este abarca o trecho de 149,5 quilômetros entre Assunção e o departamento (estado) de Caaguazú, enquanto as áreas mais próximas a Ciudad del Este são administradas pela concessionária Tapé Porã.

A título de referência, R$ 1 valia cerca de G$ 1.500 em 31 de dezembro de 2023. A tarifa de G$ 15.000 para carros de passeio, com tal cotação, equivale a R$ 10. O pagamento precisa ser feito em dinheiro (para conferir quais praças aceitam cartões, clique aqui).

LEIA TAMBÉM