Receita Federal apreende mil cigarros eletrônicos na Ponte da Amizade

Mercadorias ocultas em um veículo que vinha do Paraguai somam R$ 120 mil; motorista foi preso em flagrante.

Apoie! Siga-nos no Google News


Equipe da Receita Federal do Brasil (RFB) apreendeu mais de mil cigarros eletrônicos na Ponte Internacional da Amizade, sexta-feira, 7. Mercadorias estavam ocultas em um veículo que vinha do Paraguai; motorista foi preso em flagrante.

LEIA TAMBÉM: Operação na fronteira mira pontos estratégicos para contrabando e descaminho

O veículo conduzido por um homem paraguaio foi abordado para fiscalização detalhada. Estavam escondidos no motor e sob o assoalho do porta-malas do veículo os seguintes itens, conforme a instituição:

  • 1.135 cigarros eletrônicos, o que configura crime de contrabando, estimados em R$113,5 mil;
  • produtos eletrônicos avaliados em R$ 10 mil.

Com efeito, a operação resultou no valor total de R$ 123,6 mil em mercadorias apreendidas. As mercadorias e o veículo foram encaminhados à alfândega. Já o condutor foi conduzido para a para a Polícia Federal.

Cigarros eletrônicos

Dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs), conhecidos como cigarros eletrônicos, são proibidos no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Essa vedação foi reafirmada em abril deste ano, que revisou a regulamentação desses produtos e as informações científicas mais atuais.

A legislação proíbe a fabricação, a importação, a comercialização, a distribuição, o armazenamento, o transporte e a propaganda de todos os dispositivos eletrônicos para fumar. “Com isso, qualquer modalidade de importação fica proibida, inclusive para uso próprio e na bagagem de mão do viajante”, completa a Anvisa.

LEIA TAMBÉM
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.