Em dias de frio, vagas de acolhimento à população em situação de rua serão ampliadas, diz prefeitura

Baixas temperaturas aumenta o drama de quem vive nas ruas de Foz do Iguaçu - Foto: Marcos Labanca/Arquivo

Veja e guarde o número: quem presenciar condição de risco envolvendo pessoas em situação de rua pode ligar, gratuitamente, para o serviço do município.

A prefeitura informou que irá aumentar o número total de vagas nas três casas de acolhimento do município em dias de frio, ante a previsão de queda das temperaturas nesta semana. Esse serviço à população em situação de rua é gerido pela Secretaria de Assistência Social de Foz do Iguaçu.

A administração não informou de quanto será o acréscimo de vagas. Hoje, a capacidade é de 140 atendimentos. A gestão municipal relata que a pessoa em situação de rua não é obrigada a aceitar o acolhimento, mas o trabalho para garantir a proteção é realizado.

“Não realizamos um serviço compulsório, entretanto o morador de rua que aceitar o acolhimento poderá ter uma noite mais segura, cômoda e aconchegante”, declara o secretário de Assistência Social, Elias de Souza. Segundo ele, os espaços oferecerem instalações para dormir, tomar banho e alimentar-se.

De acordo com a prefeitura, a partir das abordagens sociais, a pessoa é encaminhada para o Centro Pop (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua). “Ali é realizado o encaminhamento para uma das casas de passagens, de acordo com a situação registrada”, explica o secretário.

Qualquer pessoa que presenciar alguma situação de risco envolvendo moradores de rua pode ligar para o serviço de abordagem social. O telefone é gratuito: 08000 45 14 07.

Casas de passagem

Casa de Passagem I – Mão Amiga: fica no Jardim São Paulo, atende idosos, famílias ou mulheres com crianças;
Casa de Passagem II: localizada no Porto Belo, é destinada ao público masculino; e
Casa de Passagem III – Albergue Noturno Lar Esperança: no Jardim América, presta atendimento a homens e mulheres, priorizando vagas para migrantes e refugiados.

Telefone pode ser acionado por qualquer pessoa – Foto: Divulgação

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->