Movimento Quilombo Livre realiza hoje 14.ª edição do Prêmio Orgulho Negro

A homenagem tem como objetivo dar destaque ao protagonismo negro em diferentes áreas da sociedade.

Apoie! Siga-nos no Google News

A 14.ª edição do Prêmio Orgulho Negro será realizada neste domingo, 27, a partir das 17 horas, no Moura Palace Hotel, em Foz do Iguaçu. Promovida pelo Movimento Quilombo Livre, a homenagem tem como objetivo dar destaque ao protagonismo negro em diferentes áreas da sociedade.

O movimento foi fundado em 2008 e desde então busca exaltar o negro perante a comunidade. A proposta é expandir a valorização para além do esporte, culinária e artes – setores em que já ocorre o reconhecimento pela sociedade.

“A nossa ideia é exaltar o negro quando ele chega em lugares impensáveis décadas atrás, como educação pública e privada, jornalismo televisivo, entre outros”, revela o diretor do Quilombo Livre, Robson Douglas.

Além de receber o prêmio, os homenageados são convidados a integrar o livro do Orgulho Negro. Nele, as pessoas podem contar brevemente um pouco a sua trajetória de vida. “Cada um tem a sua história, então ela pode compartilhar seu relato nessa obra em constante construção”, completa.

Os premiados são os grupos de capoeira Ginga da Liberdade (Toledo) e Guerreiros dos Palmares (Curitiba), Associação de Capoeira Centro Cultural (Maringá), Mocidade Unidade do Porto Meira (Foz), família Galvão (Foz do Iguaçu), o capoeirista Nicomedes Antônio Martins (o mestre Niquinha) e os jornalistas Edson Moraes (TV Tarobá) e Dulcinéia Novaes (RPC).

Promovido no mês do Dia da Consciência Negra (20 de novembro, data na qual morreu Zumbi dos Palmares), o evento também contará com apresentações de dança, manifestações artísticas e gastronomia. Mais informações pelo telefone (45) 99132-5668, com Robson Douglas.

Veja a entrevista ao MARCO ZERO (H2FOZ e Rádio Clube FM)

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.