H2FOZ | Notícias | Foz do Iguaçu
  1. Home
  2. Notícias

Por: Cláudio Dalla Benetta - H2FOZ

Tem bronca contra alguma loja ou serviço do Paraguai? Já existe o "Reclame Acá"

Tem bronca contra alguma loja ou serviço do Paraguai? Já existe o
O sistema de buscas ajuda a localizar a loja ou serviço pretendido, via GPS.

A ideia não é nova, mas no Paraguai é novidade absoluta: um site que permite reclamar de uma empresa e conhecer como ela é avaliada por outros clientes.

A exemplo do site Reclame Aqui, do Brasil, agora existe o site Reclame Acá, no Paraguai. Ele foi criado pelo iguaçuense Carlos Cezare e, com apenas uma semana no ar, já tem um pequeno banco de dados e algumas avaliações. Mas é só o começo.

Carlos, que já trabalhou em Ciudad del Este, diz que a intenção é fazer com que os empresários paraguaios respeitem os funcionários e os clientes, sejam eles paraguaios, brasileiros ou argentinos, pra ficar só na vizinhança.

Ele conta que viu ou sabe de tantos abusos contra uns e outros que criou até um novo botão além do "sim" ou do "não" para o cliente dizer se ficou satisfeito com a resposta da empresa à reclamação. "Odio la empresa" ("Odeio a empresa"). Quer dizer, independentemente da resposta, o cliente nunca ficará satisfeito. É um cliente perdido.

Ele bolou o site pensando inicialmente no consumidor paraguaio, que não conta com nenhum serviço do gênero, mas atenderá perfeitamente os muitos compradores brasileiros que vão principalmente a Ciudad del Este e, muitas vezes, são vítimas dos maus comerciantes.

O site não se limita ao comércio paraguaio, mas também a outros setores, como hotéis, restaurantes, café e chá e, também, vida noturna. Não gostou de alguma coisa do Paraguai? Reclame. Quanto mais reclamações, mais as empresas vão aprender como devem ser comportar com os clientes. E com os funcionários.

Carlos diz que os abusos muitas vezes começam "em casa", isto é, no trato da empresa com os empregados. Muitas firmas paraguaias, quando um funcionário fica doente, o forçam a pedir demissão, pra que vá se curar em casa, com seus próprios recursos. A promessa é que, depois de ficar bom, terá o emprego de volta. E ainda fazem isso pelo WhatsApp, não pessoalmente.

Os empregados se submetem, afirma, porque não confiam que terão respaldo de autoridades do país, já que o sistema de corrupção é ainda pior do que no Brasil.

Por enquanto, há poucas empresas listadas no site. Mas, se o usuário tem uma reclamação, ele mesmo pode adicionar qualquer empresa e, depois de uma pré-aprovação, relatar sua queixa.

Depois de publicada, o responsável pelo Reclame Acá entra em contato com a empresa denunciada, repassa o comentário e pede uma solução. Venha ou não, a queixa ficará registrada para sempre, e só poderá ser alterada pelo próprio reclamante.

"Futuramente, o site terá um grande banco de dados, que permitirá aos usuários levantar dados sobre as avaliações das empresas antes de fazer qualquer negócio", diz Carlos, que é profissional da área de publicidade e marketing.

"Espero que seja uma ferramenta útil para ajudar a melhorar o Paraguai", conclui Carlos.

Reclame Acá

Veja Também