Projeto de lei também visa à economia - Foto: Marcos Labanca/Arquivo

Projeto pretende limitar títulos e homenagens na Câmara de Foz

Legislar e fiscalizar são as principais funções dos vereadores, mas alguns exageram nas homenagens.

Em tramitação na Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, o Projeto de Lei (PL) nº 81 pretende restringir o número de honrarias propostas por edil durante uma legislatura.

A proposta, que está aberta para adesão de outros parlamentares, é de autoria do presidente da Câmara, Ney Patrício (PSD). Ela altera uma lei de 2005, que dispõe sobre a concessão de títulos de reconhecimento público a cidadãos iguaçuenses.

Se for aprovado, cada vereador poderá propor duas titulações honoríficas por mandato, sendo uma de Cidadão Honorário e outra de Cidadão Benemérito. O autor justifica que a mudança pretende fazer “economia e valorizar a honraria”.

Segundo o relatório legislativo elaborado pela Câmara, em 2020 foram realizadas 15 sessões solenes. No ano passado, tramitaram 12 projetos de decretos legislativos para a entrega de titulação honorária e benemérita, conforme consta do Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL).

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Paulo Bogler - H2FOZ tem 1283 posts e contando. Ver todos os posts de Paulo Bogler - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.