Operação fiscaliza casas noturnas em Foz do Iguaçu

Força-tarefa incluiu Polícia Federal e Vara da Infância e Juventude; vistorias serão intensificadas neste fim de ano.

Apoie! Siga-nos no Google News

Grande operação empreendida sábado e domingo (9 e 10), na noite e na madrugada, fiscalizou casas noturnas em Foz do Iguaçu. A força-tarefa reuniu servidores de órgãos municipais, estaduais e federais, inclusive integrantes da Vara da Infância e Juventude.

LEIA TAMBÉM: Motorista joga Frontier roubada contra policiais na BR-277 para fugir

Objetivo foi vistoriar estabelecimentos e verificar o cumprimento de normas e obrigações previstas na legislação, informou a Polícia Federal (PF). A instituição também examinou a situação das empresas de segurança privada contratadas pelas casas noturnas.

“Coube aos policiais federais identificar e avaliar a regularidade das empresas de segurança”, reportou. Esse trabalho abrangeu “fiscalizar os vigilantes, constatando sua regular condição de trabalho.”



A força-tarefa reuniu:

  • Polícia Federal;
  • Polícia Civil;
  • Guarda Municipal:
  • Receita Federal do Brasil;
    Vigilância Sanitária de Foz do Iguaçu.

Operação em casas noturnas

Registra a PF que serão reforçadas as fiscalizações em Foz do Iguaçu neste fim de ano. Isso porque aumenta, no período, o número de “eventos e a necessidade de garantir a atuação de profissionais capacitados e de empresas de segurança devidamente legalizadas”, explica.

Os policiais federais lembram que a contratação de empresas clandestinas é ilegal e coloca em risco o público e o evento. Essa prática deve ser denunciada por meio do disque-denúncia, da corporação, sob sigilo e anonimato.

A PF não relatou o balanço da fiscalização no município. Após a operação em Foz do Iguaçu, a equipe seguiu para Medianeira, na Região Oeste, vistoriando espaços que realizam eventos e festas com o apoio de vigilantes.

LEIA TAMBÉM