Capacita Foz será ampliado para 1,5 mil pessoas

A usina de Itaipu, margem brasileira, vai ampliar o público-alvo do Capacita Foz de 150 para 1,5 mil profissionais do segmento turístico, um dos mais atingidos pela pandemia da covid-19, em Foz do Iguaçu. A iniciativa é da Comunicação Social e do setor de Turismo da Itaipu por meio de um convênio com o Instituto Polo Internacional Iguassu. A data do início da capacitação será informada nos próximos dias.

Para o programa que terá duração de dois anos serão aportados R$ 3.329.400,00 com bolsa de estudo no valor de R$ 550 mensais. Será feito um mapeamento dos profissionais em situação mais vulnerável, a partir de um levantamento da Secretaria de Assistência Social, tendo com base o Cadastro Único e Agência do Trabalhador.

O Instituto Polo Internacional Iguassu vai criar uma plataforma integrada de capacitações, divulgação e oferta de serviços desses profissionais. O foco é a geração de renda e formação continuada.

A primeira fase será o treinamento propriamente dito com as bolsas de estudo e depois a manutenção da plataforma. Nela, os usuários poderão recorrer a profissionais mais qualificados, como, por exemplo, recepcionistas, mensageiros, camareiras, garçons, motoristas de aplicativos, prestadores de serviços na área de eventos, artesãos, transporte turístico e pequenos produtores rurais, entre outros. Numa terceira etapa, a vitrine on-line servirá como um canal de contato entre empresas e profissionais autônomos.

De cada quatro empregos em Foz, um é ligado ao turismo. Durante anos, a oferta de empregos gerada nos setores de serviço e comércio da cidade abriam vagas, mas havia falta de mão de obra qualificada. O Capacita Foz tem como desafio mudar essa realidade ajudando na retomada econômica da cidade.

O programa também permitirá concentrar um banco de talentos único e atualizado com profissionais de diferentes áreas de atuação. Com isso, o visitante poderá optar pelos melhores profissionais para prestar serviços de excelência.

Para o diretor-geral brasileiro, general João Francisco Ferreira, é urgente e necessário garantir oportunidade a pessoas em situação mais vulnerável, com dignidade. “Queremos promover a reinserção destes profissionais no mercado de trabalho o mais rápido possível incentivando o potencial da nossa gente.”

A missão de Itaipu prevê, entre outras iniciativas, o desenvolvimento sustentável, turístico, energético, tecnológico e pesquisas de inovação. Todas essas iniciativas são feitas em consonância com as diretrizes do governo federal. Esse convênio foi possível graças ao reordenamento de orçamento de outras ações de Itaipu, como é o caso de patrocínios, que tiveram uma redução significativa por causa da pandemia.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Assessoria

Este texto é de responsabilidade de assessoria da imprensa institucional e/ou empresarial. Veja mais conteúdo do autor.

Assessoria tem 584 posts e contando. Ver todos os posts de Assessoria