Seminário em Foz do Iguaçu discute turismo de fronteira

Evento na usina de Itaipu, nessa quarta-feira (22), teve a participação do ministro brasileiro do Turismo, Celso Sabino.

Apoie! Siga-nos no Google News

Itaipu Binacional sediou, nessa quarta-feira (22), o Seminário Turismo de Fronteira, que contou com a presença do ministro brasileiro do Turismo, Celso Sabino, e de autoridades do Brasil, Paraguai e Uruguai para discutir problemas em comum, implementação de roteiros integrados e estratégias para o desenvolvimento do turismo transfronteiriço.

Leia também:
Foz do Iguaçu sediará reunião de ministro do Turismo do Mercosul
Foz Internacional Boat Show 2023 começa nesta quinta-feira (23)

O Paraguai foi representado pela titular da Secretaria Nacional de Turismo (Senatur), Angie Duarte de Melillo, que tem status de ministra. Do Uruguai, veio o ministro do Turismo, Tabaré Viera Duarte. Já a Argentina, que trocará de governo no dia 10 de dezembro, enviou o cônsul do país em Foz do Iguaçu, Alejandro Massucco.

Organizado por Itaipu, o seminário foi uma prévia para a 29.ª Reunião de Ministros do Mercosul, marcada para esta quinta-feira (23), no Cineteatro dos Barrageiros, também nas dependências da binacional.

Em entrevista coletiva antes do evento, Celso Sabino reconheceu que um dos grandes desafios do Mercosul é facilitar o trânsito de cidadãos entre os países do bloco, permitindo mais rapidez e menos burocracia.

“Queremos avançar no sentido de termos um livre acesso nas fronteiras, um fluxo entre turistas que seja dispensado o controle migratório e também alfandegário. Esse é objetivo em comum entre os ministros”, disse Sabino.

No entender do ministro brasileiro, o processo de integração turística passa por ampliar a lista de documentos aceitos em cada país para identificação dos viajantes e pelo aumento da interconexão de voos entre os países do Mercosul e dos outros continentes, divulgando internacionalmente a marca “Visit South America”.

Ministro brasileiro do Turismo, Celso Sabino, continuará cumprindo agenda em Foz do Iguaçu nesta quinta (23). Foto: Kiko Sierich/PTI
Ministro brasileiro do Turismo, Celso Sabino, continuará cumprindo agenda em Foz do Iguaçu nesta quinta (23). Foto: Kiko Sierich/PTI

Já o ministro do Uruguai, Tabaré Viera Duarte, exemplificou que “quando você vai para a Europa, por exemplo, entra em um país e depois pode circular livremente por todos os países integrantes do bloco […] Somos parte de nossos governos e estamos convencidos que temos que trabalhar para melhorar, para resolver, para atender e alcançar esse objetivo”.

Angie Duarte de Melillo reforçou que é necessário “deixar de nos vermos como competidores para que possamos trabalhar em equipe, vendendo um destino como uma região, não como um país, e poder alcançar a facilitação do acesso dos trâmites migratórios”.

Itaipu Binacional

Durante o seminário, o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Enio Verri, fez uma apresentação sobre “Itaipu Binacional e Ações de Turismo na Região: Promoção da Tríplice Fronteira x Dificuldade do Turista em Cruzar as Fronteiras”.

O diretor abordou os três pilares da ação da empresa no setor: a atuação interna, por meio dos atrativos operados pelo Complexo Turístico Itaipu (CTI); externa – a relação de Itaipu com o trade turístico e outras entidades da região; e político-institucional, para estreitar a relação e encaminhar pleitos do Destino Iguaçu para autoridades em Brasília.

Segundo Verri, em 2024, Itaipu vai atuar fortemente em ações como a captação de novos voos para o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e o desenvolvimento do turismo rural de base comunitária na região. Ao final do evento, os ministros foram recebidos em um coquetel no Mirante Central, principal ponto de parada dos turistas na usina.

LEIA TAMBÉM