Fórum Paranaense de Cannabis Medicinal será em Foz do Iguaçu

Evento para discutir a regulamentação do uso acontecerá nos dias 1.º e 2 de dezembro, com inscrições gratuitas.

Apoie! Siga-nos no Google News

Foz do Iguaçu receberá, nos dias 1.º de 2 de dezembro, o 2.º Fórum Paranaense de Cannabis Medicinal, organizado pelos mandatos do deputado estadual Goura (PDT) e do vereador Kalito (PSD), tendo como anfitriã a Associação Cannabis Sem Fronteiras.

Leia também:
Pesquisa em Foz do Iguaçu verifica efeitos do extrato de cannabis em cães com osteoartrite

As inscrições para participar do evento são gratuitas e podem ser feitas na internet (clique aqui para ter acesso ao formulário). Os debates ocorrerão em locais como a Câmara Municipal de Foz do Iguaçu e o Auditório Martina, da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila).

“A escolha de Foz do Iguaçu para sediar o evento tem o objetivo de levar o debate para todo o estado e valorizar o trabalho das associações do interior”, afirma o deputado Goura, em declarações reproduzidas pela assessoria.



O parlamentar é autor da Lei Pétala (n.º 21.364/23), que assegura o acesso a medicamentos e produtos à base de Canabidiol (CBD) e tetrahidrocanabinol (THC) para tratamento de doenças, síndromes e transtornos de saúde no Paraná.

Primeiro dia

De acordo com a organização, o fórum terá início às 9h, com a realização da Audiência Pública sobre Cannabis Medicinal, na Câmara Municipal de Foz do Iguaçu.

Às 14h30, também na Câmara, será realizada a abertura oficial do evento, com a palestra magna da antropóloga e educadora canábica Luna Vargas.

Na sequência, às 15h30, haverá o painel temático “A regulamentação da Lei Pétala e suas repercussões”, mediado pelo deputado Goura, com as seguintes participações:
– Ana Carolina Ruver Martins, farmacêutica doutoranda em farmacologia na UFSC;
– Bruno Cavassani, vereador de Jandaia do Sul e autor de um projeto de lei sobre cannabis medicinal;
– Carla Pinheiro, assistente social e membro da Associação Canábica Norte Paranaense (Acanpa);
– Diogo Busse, membro da Comissão Especial de Direito da Cannabis Medicinal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB);
– Keila Cristiane dos Santos, mãe de um paciente de cannabis medicinal; e
– Thiago Cordeiro, vereador de Apucarana e autor de um projeto de lei sobre cannabis medicinal.

Segundo dia

No sábado (2), a programação seguirá no Auditório Martina (C309), da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), campus Jardim Universitário.

Às 14h30, será feita a apresentação de resultados das pesquisas do Laboratório de Cannabis Medicinal e Ciência Psicodélica da Unila.

Logo após, às 15h30, acontecerá o painel “Evidências científicas e casos de destaque”, mediado por Luna Vargas, com as seguintes participações:
– Idilsa Fermo, representando o Centro de Apoio, Convivência e Defesa dos Direitos de Autistas (CAUT);
– Joice Maria Cunha, coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Farmacologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR);
– Ney Nascimento, coordenador do Laboratório de Cannabis e Ciência Psicodélica da Unila; e
– Victor Guilherme Pichek, paciente e médico responsável técnico da clínica Santa Planta Medicina Canabinoide.

A programação será encerrada às 17h, com a plenária aberta das Associações Paranaenses de Cannabis Medicinal.

O 2.º Fórum Paranaense de Cannabis Medicinal conta com o patrocínio da Cativa – Instituto Cannabis Sativa e apoio do escritório de advocacia Feiges e German, do projeto Abra a Gaveta e das associações Fecan, Cura em Flor, Semear e Flor de Ananda.

LEIA TAMBÉM