Argentina deixa de exigir declaração juramentada pra ir a Puerto Iguazú

Com menos burocracia, mais chance de atrair brasileiros. Foto Ministério do Interior da Argentina

Uma burocracia a menos, que certamente desestimulava muitos iguaçuenses a irem ao país vizinho.

Pra quem for a Puerto Iguazú, a partir desta terça-feira, 19, uma amenizada na burocracia: a Argentina deixa de exigir a “Declaração Juramentada Eletrônica para o Ingresso no Território Nacional” (e também a saída), conforme disposição assinada pela diretora de Migrações, Maria Florencia Carignano.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Mas atenção: pelo que prevê a portaria, publicada no Diário Oficial nesta terça-feira, a medida vale apenas para a modalidade Trânsito Vicinal Fronteiriço, isto é, para moradores de Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú.

Portanto, pros turistas continuará sendo exigido o documento, tanto na entrada quanto ao sair do país.

As exigências anteriores permanecem: comprovante de imunização completa, teste de PCR negativo com até 72 horas e teste de antígeno na própria aduana.

A partir de 1° de novembro, a Argentina autorizará a entrada de todos os estrangeiros, inclusive por via terrestre, exigindo sempre imunização completa e PCR negativo.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.