Argentina amplia faixa etária de vacinação contra a dengue

Decisão foi anunciada pelo Ministério da Saúde da província fronteiriça de Misiones, uma das mais afetadas pela doença no país.

Apoie! Siga-nos no Google News

Localizada na fronteira com o Brasil e o Paraguai, a província argentina de Misiones ampliará, a partir de quarta-feira (14), a faixa etária para a vacinação gratuita contra a dengue na rede pública de saúde.

Leia também:
Paraná lança campanha para reforçar prevenção à dengue
Veja os casos de dengue em Foz do Iguaçu por local de residência

Desde o início da campanha, na segunda quinzena de janeiro, o imunizante desenvolvido pela farmacêutica japonesa Takeda (o mesmo adquirido pelo Brasil) era destinado apenas aos moradores com idade entre 20 e 40 anos.

Após o feriado de carnaval (comemorado na segunda e na terça na Argentina), cidadãos dos 20 aos 59 anos poderão receber a vacina, que é composta por duas doses, com intervalo de três meses entre as aplicações.



Apesar da ampliação do público, o agendamento continuará sendo feito da mesma forma, pelo aplicativo Alegramed. Em Puerto Iguazú e municípios da porção norte da província, os mutirões acontecem semanalmente, em locais e datas previamente divulgados.

Com 3.120 casos e dez óbitos confirmados no ano epidemiológico 2023–2024 (dados atualizados até a quarta semana de janeiro), Misiones é a quarta província mais afetada pela dengue na Argentina, atrás de Chaco, Formosa e Corrientes.

Brasil

No Sistema Único de Saúde (SUS), inicialmente, a vacina contra a dengue estará disponível apenas para adolescentes de 10 a 14 anos. Foz do Iguaçu está entre as 30 cidades contempladas no Paraná. A imunização começará em fevereiro, mas o dia exato ainda não foi confirmado pela prefeitura.

Paraguai

No Paraguai, não há previsão de data para o início da campanha pública de vacinação contra a dengue. O Ministério da Saúde do país está negociando com a farmacêutica Takeda o contrato inicial para a compra de doses.

LEIA TAMBÉM