Depois de receber, não entregar os produtos e expulsar os compradores, a loja foi punida com o fechamento. Foto La Clave

Defesa do Consumidor de Ciudad del Este fecha mais uma loja que logrou brasileiros

A Diretoria de Defesa do Consumidor de Ciudad del Este fechou nesta quinta-feira, 25, uma loja que logrou dois compradores brasileiros, um de São Paulo e outro do Rio de Janeiro.

Nos dois casos, as denúncias são de que pagaram por produtos, mas ficaram sem eles e sem o dinheiro. Os compradores chegaram a ser expulsos da loja pelos vendedores, segundo reportagem do jornal La Clave.

A loja LE Electrónicos, que pertence a Fernando Alexis Ramos Oviedo, funcionava no shopping Mina India, no microcentro de Ciudad del Este.

O jornal conta que um dos lesados é o paulista David Batista da Silva. Ele foi à loja para comprar “receptores de TV”, pelos quais pagou adiantado R$ 4.600. Depois de esperar por duas horas pela entrega dos produtos, recebeu do proprietário a proposta de levar mercadorias usadas. Ele não aceitou e pediu o dinheiro de volta, mas acabou expulso da loja.

O outro turista, Vinicius Aquino de Morais, do Rio de Janeiro, queria comprar um drone e um celular da marca Huawei, pelos quais pagaria 760 dólares.

O pagamento seria feito com cartão de crédito, mas a maquininha da loja para essas transações não funcionou. O vendedor sugeriu que ele pagasse com o que tinha de dinheiro vivo, enquanto buscava outra maquininha. O turista pagou então 160 dólares.

No entanto, o vendedor não conseguiu outra máquina para o pagamento com cartão de crédito. Propôs então ao turista que levasse outra mercadoria pelo valor que ele já tinha pago. Como o brasileiro se recusou a fazer negócio, foi expulso da loja.

Os dois brasileiros fizeram a denúncia à Polícia Nacional do Paraguai, que por sua vez levou a reclamação à Defesa do Consumidor de Ciudad del Este, que fechou a loja.

O diretor de Defesa do Consumidor, Richard González, explicou ao jornal La Clave que o “modus operandi” das lojas pequenas é semelhante: cobrar adiantado pelo produto.

“Os vendedores dizem que vão trazer o produto do depósito, mas na verdade não têm no estoque e o que fazem é comprar de qualquer outro lugar e revender”, explicou.

Segundo ele, a loja fechada por não cumprir um decreto municipal e o caso foi repassado ao Juizado de Faltas Municipais, para que determine se a suspensão da loja será definitiva ou não.

O jornal não contou se os compradores brasileiros tiveram a restituição do que pagaram, mas normalmente é o que acontece, depois de uma intervenção como a que foi feita pela Defesa do Consumidor.

MAIS UMA

A LE Electrónicos se soma à lista de lojas denunciadas esta semana pelo Departamento de Relações Públicas da Polícia Nacional, que divulgou o nome das que sofreram intervenções por lesar compradores, entre outubro do ano passado e este mês.

Todas as lojas da lista estão localizadas na Galería Jebai Center, Shopping Alfonso, Shopping Mina India, Shopping Uni América, Shopping Whu e Shopping Vendome.

Confira:

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 908 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ