Fez fila. Receita para quatro ônibus na BR-277 e retém mais de R$ 1 milhão em mercadorias

Ônibus e mercadorias foram levados para a sede da Receita Federal em Foz - Foto: Divulgação

Além de eletrônicos e perfumes, foram encontrados produtos bastante procurados no fim de ano, como brinquedos e bebidas.

A Receita Federal do Brasil (RFB) reteve quatro ônibus na BR-277 e R$ 1,1 milhão em mercadorias, entre elas eletrônicos, brinquedos, perfumes e bebidas. Não houve prisões, mas serão feitas representações à promotoria a fim de que o órgão realize a apuração dos eventuais ilícitos.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Conforme a assessoria da RFB, nesta terça-feira, 21, servidores do órgão abordaram três ônibus em que estavam mercadorias irregularmente importadas. Com destino a São Paulo, os veículos foram parados em um posto de combustíveis na BR-277, perto da cidade de São Miguel do Iguaçu (PR). A ação teve o apoio da Polícia Federal.

Nessa segunda-feira, 20, os agentes de fiscalização retiveram um ônibus que também ia a São Paulo, no posto da Polícia Rodoviária Federal, na rodovia que liga a Foz do Iguaçu, na vizinha Santa Terezinha de Itaipu.

“O veículo transportava mercadorias importadas de maneira irregular, visto que não apresentavam documentação referente à importação de tais produtos”, informou a Receita Federal. Ainda segundo a instituição, os quatro coletivos e os produtos importados foram levados à sede da RFB em Foz do Iguaçu.

As retenções fazem parte do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), que enfoca a segurança e a fiscalização fronteiriças. O objetivo é prevenir e combater delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho e tráfico de drogas, de armas e de medicamentos, reportou a Receita Federal.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.