Ponte da Integração: obras da futura aduana avançam no Paraguai

Edifício está em estágio de montagem da estrutura; ainda não há data para a liberação do tráfego fronteiriço.

Apoie! Siga-nos no Google News

O Ministério de Obras Públicas e Comunicações (MOPC) do Paraguai informa que já estão em andamento as obras da futura aduana da cabeceira paraguaia da Ponte da Integração, em Presidente Franco.

Leia também:
Veja o andamento das obras de acesso à Ponte da Integração no Paraguai
– Acordo na Justiça destrava obras da Perimetral Leste em Foz do Iguaçu

Conforme a pasta, estão em marcha trabalhos como a instalação da cobertura metálica, construção das primeiras paredes, montagem da estrutura hidráulica e execução de drenagem, preenchimento e compactação de solo.

O contrato está a cargo do Consórcio TIV, formado pelas construtoras Tocsa, Implenia e Vial SUR S.A. A fiscalização é feita pelo Consórcio TRSA-TECMA. O custo estipulado é de G$ 576,9 milhões, cerca de R$ 385 mil.



As obras na cabeceira paraguaia estão divididas em seis lotes, que contemplam a futura aduana, um novo porto seco, o remodelamento das vias de acesso no perímetro urbano de Presidente Franco e a construção de um anel viário metropolitano, com mais de 30 quilômetros de rodovias e uma nova ponte sobre o Rio Monday.

O percentual de execução varia conforme o lote, com o trecho urbano alcançando mais de 70%, os lotes rurais do anel viário oscilando entre 20% e 30%, e a ponte do Monday ainda na fase de projeto, conforme publicação abaixo:

A entrega será feita de forma gradual, ao longo dos anos de 2024 e 2025. No lado brasileiro, a rodovia Perimetral Leste, que conectará a Ponte da Integração à Ponte Tancredo Neves e às BRs 469 e 277, também está prevista para 2025.

LEIA TAMBÉM