Vídeo: veja como é o túnel usado no roubo milionário no Paraguai

Entrada do túnel foi localizada a quase duzentos metros do cofre da Associação de Trabalhadores Cambistas de Ciudad del Este.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Polícia Nacional do Paraguai divulgou, nessa terça-feira (6), imagens do interior do túnel usado para esvaziar o cofre da Associação de Trabalhadores Cambistas (ATC) em Ciudad del Este. O roubo ocorreu no fim de semana, mas veio à tona apenas na manhã de segunda (5).

Leia também:
– Paraguai: polícia localiza ponta de túnel usado em roubo milionário
– Polícia procura suspeitos de roubo milionário no Paraguai
– Ladrões esvaziam cofre da Associação de Cambistas no Paraguai
– Achado de explosivos em túnel interdita ruas e lojas no Paraguai
– PF auxilia na investigação de roubo milionário a cambistas no Paraguai

A entrada do túnel foi aberta nos fundos de uma sala comercial na Rua Camilo Recalde, a quase 200 metros de distância da sede da ATC, que fica na Avenida Monseñor Rodríguez, do outro lado da Rodovia Internacional PY02.

Trajetória aproximada do túnel. Montagem: H2FOZ/Google Maps
Trajetória aproximada do túnel. Montagem: H2FOZ/Google Maps

Os investigadores estimam que a escavação pode ter levado de seis a oito meses, com uma complexa logística de referenciamento e remoção de terra e entulhos.

Conforme as primeiras apurações, o imóvel de onde partiu o túnel era ocupado por um casal de brasileiros, que mantinha uma loja de venda de camisas de futebol. Segundo vizinhos, o estabelecimento costumava abrir mais tarde que o comércio dos arredores e a presença de veículos de carga era constante no local.

A Polícia Nacional do Paraguai afirma ter identificado dois suspeitos de participação no roubo: um homem de nacionalidade paraguaia e um estrangeiro que seria brasileiro. O envolvimento de organizações criminosas do Brasil, como o grupo paulista Primeiro Comando da Capital (PCC), está sendo apurado com o apoio da Polícia Federal (PF).

Até o momento, o valor subtraído do cofre, que guardava o dinheiro movimentado pelos cambistas que trocam moedas nos arredores da Ponte Internacional da Amizade, ainda não foi oficialmente confirmado, com veículos de comunicação do Paraguai citando cifras entre US$ 2 milhões (R$ 10 milhões) e US$ 15 milhões (R$ 75 milhões).