No Paraguai, vendaval no fim de semana derrubou até um hangar sobre 20 aviões

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

Temporais provocaram muitos estragos e prejuízos no Paraguai, na noite de sábado, 14, e madrugada de domingo. Na manhã desta segunda-feira ainda havia cerca de 20 mil moradias sem luz, devido à queda de postes e de árvores sobre os fios, que deixaram sem energia 400 mil usuários, no fim de semana.

Ventos de 100 quilômetros por hora atingiram diferentes pontos da Grande Assunção, derrubando mais de 160 árvores só na capital. Várias delas caíram sobre casas, escolas e muros.

Em Limpio, a 17 km de Assunção, o pavilhão de emergências do hospital distrital despencou. Quatro pacientes tiveram que ser removidos para outra ala, mas ninguém ficou ferido, informou o jornal Última Hora.

Árvores despencaram em vários pontos da Grande Assunção, provocando danos a residências e cortes de luz. Foto Servicios Urbanos
Cerca de 400 mil usuários ficaram sem luz, segundo a Ande, que pretende resolver todos os problemas até o meio-dia desta segunda-feira, 16. Foto Ande

No aeroporto Silvio Pettirossi, em Luque (a 10 km de Assunção), um hangar desabou sobre cerca de 20 aviões de pequeno e médio porte, deixando alguns totalmente destruídos.

O administrador do aeroporto, Douglas Cubilla, disse nesta segunda-feira ao jornal ABC Color que o prejuízo causado às aeronaves deve chegar a US$ 3 milhões. Ele contou que um avião fumigador foi arrastado “como uma folha” pelo vento e quase atingiu aeronaves de grande porte da empresa aérea Paranair.

Publicado por Rolando Rodi no Twitter, vídeo mostra a situação do hangar que desabou sobre os aviões.

O prejuízo com a queda do hangar pode chegar a US$ 3 milhões. Alguns aviões ficaram totalmente destruídos. Foto: captura de tela
error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.