Paraguai em chamas declara emergência nacional. Só nesta quinta, 5.200 focos de fogo

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

O Senado paraguaio aprovou nesta quinta-feira (1), por unanimidade, um projeto de lei que declara situação de emergência nacional em todo o país, por um prazo de 90 dias, devido à crise ambiental provocada pelos milhares de focos de incêndio, informa o Última Hora.

Na mesma sessão, os senadores também autorizaram o governo nacional a procurar ajuda internacional para combater os incêndios, que em algumas localidades já estão fora de controle.

Com esta autorização, o Senado respalda a medida anunciada pelo ministro do Interior, Euclides Acevedo, e ainda acompanha proposta da Câmara dos Deputados para estabelecer um aporte especial de recursos aos bombeiros voluntários.

Só nesta quinta-feira, 1, as autoridades informaram que, nas últimas 24 horas, foram registrados no Paraguai 5.200 focos de fogo.

Há incêndios de grandes proporções, como na cidade de Areguá, onde muitos moradores foram obrigados a abandonar suas casa.

O Instituto Florestal Nacional está preparando um informe pormenorizado sobre os incêndios que afetaram o país entre 2018 e 2020. Só na última semana de setembro, foram registrados cerca de 20 mil focos de fogo.

Nesta quinta,  o incêndio que começou na segunda-feira passada, na região de recursos ambientais controlados Ybytyruzú, voltou a se manifestar. Os bombeiros temem que o fogo consuma mais hectares de florestas e lamentam a falta de consciência das pessoas que fazem queimadas de propósito e com irresponsabilidade.

No Parque Nacional Caazapá, cerca de 20 bombeiros voluntários que enfrentavam o fogo que assola a região de florestas foram evacuados, devido aos fortes ventos. Centenas de hectares já foram consumidos pelo fogo.

Bombeiros tiveram que ser retirados da área do Parque Nacional Caazapá. Foto Última Hora

Além de dois focos de grande magnitude, existem mais de 15 outros ao redor do parque. Esses, é só questao de tempo para também provocarem estragos na área protegida.

A Câmara de Vereadores de Caazapá declarou, nesta quinta-feira, emergência na região, devido à grande quantidade de incêndios que atingem florestas e áreas de pastagens.

Também nesta quinta-feira, o governo paraguaio anunciou que vai pedir ao Chile e ao Brasil que forneçam aviões-hidrantes para combater os incêndios florestais.

Quinta-feira cinza

O jornal La Nación informa que esta quinta-feira foi coroada como o dia mais cinzento no Paraguai, ante a grande quantidade de incêndios e a fumaça tóxica que se espalhou pelo país.

O pneumologista Carlos Morínigo, ouvido pelo jornal, recomendou que a população mantenha portas e janelas fechadas para diminuir ao mínimo possível a aspiração do ar poluído.

Ele disse que os gases que se produzem na combustão são bastante tóxicos, compostos principalmente por monóxido de carbono.

 

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.