Prefeitura diz fazer 500 cirurgias no mês com apoio do estado

Fila para as operações eletivas é estimada em 17 mil procedimentos em Foz do Iguaçu; Itaipu prevê R$ 13,7 milhões ao município.

Apoie! Siga-nos no Google News

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) afirmou que a saúde pública realizou mais de 500 cirurgias em Foz do Iguaçu em um mês. Os procedimentos, emendou, foram por meio do programa estadual Opera Paraná, iniciativa de interiorização de operações.

LEIA TAMBÉM:
Reclamações na saúde de Foz do Iguaçu seguem liderando cobranças na Câmara
Editorial – Quantia de recursos cobra gestão eficaz da saúde em Foz
Paraná destinará R$ 1 bilhão para a saúde nas cidades

A declaração foi feita durante o evento Saúde em Movimento, que acontece na cidade nesta semana. Na programação, o governador Carlos Massa Ratinho Junior e o secretário da Saúde, Beto Preto, anunciaram R$ 1 bilhão para fortalecer o setor em todo o estado.

O prefeito disse que pessoas estavam havia anos esperando na fila para cirurgias. Ainda segundo ele, Foz do Iguaçu está cobrindo os procedimentos chamados eletivos represados no período de pandemia de covid-19.

“Hoje estamos também se livrando daquele velho problema de achar que não podia fazer uma cirurgia por menos de quatro, cinco, seis tabelas SUS”, declarou Chico Brasileiro. “O governador Ratinho Junior e o secretário Beto Preto ensinaram o caminho, e hoje estamos conseguindo fazer as cirurgias.”

Ao aludir à lição deixada pelo governador e o secretário estadual de Saúde, o gestor iguaçuense repõe à memória seu jargão de campanha à prefeitura. “Eu sei fazer”, dizia ele, que já conduziu a pasta da Saúde em outra administração.

No evento, Chico Brasileiro não informou a quantidade de cirurgias eletivas que o município deverá fazer com aportes do Governo do Paraná. A fila por operações na cidade pode somar 17 mil pessoas.

Esse número foi informado ao H2FOZ pelo diretor-presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), André Di Buriasco, em entrevista durante o programa Marco Zero. Na ocasião, ele também afirmou que Foz do Iguaçu precisa ampliar o número de leitos hospitalares.

A Itaipu Binacional acaba de anunciar que deverá destinar R$ 13,7 milhões ao Hospital Municipal para diminuir a fila de espera do Sistema Único de Saúde para cirurgias eletivas e de alta complexidade. A empresa definiu o status do convênio como “negociações a iniciar”.

LEIA TAMBÉM